Antonio Penedo/Mogi Basquete
Antonio Penedo/Mogi Basquete

Com 12 equipes, CBB confirma Campeonato Brasileiro masculino adulto para 2021

Após ser cancelada neste ano por causa do novo coronavírus, competição começa no dia 13 de fevereiro

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de novembro de 2020 | 17h22

A Confederação Brasileira de Basketball divulgou nesta quarta-feira os participantes e o formato do Campeonato Brasileiro masculino adulto de 2021. A competição, que não aconteceu neste ano por causa da pandemia do novo coronavírus, vai começar no dia no 13 de fevereiro e terá 12 equipes. O torneio terá representantes do Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro, São Paulo e Goiás, totalizando seis Estados, e três regiões do país: Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

De Santa Catarina, confirmaram presença o Joinville Basquete, o Black Star, Brusque Basquete e Blumenau Basquete. Do Paraná, estão garantidos ADRM Maringá, Londrina e o NBPG Ponta Grossa, atual campeão do Brasileiro. No Rio Grande do Sul, o União Corinthians irá voltar ao basquete profissional. O mesmo caminho faz o Vila Nova, de Goiás, que também terá o Vultures Anápolis. Osasco será o representante de São Paulo. E o Botafogo fecha a lista no Rio de Janeiro.

O Campeonato Brasileiro de 2021 terá três campeões brasileiros em ação. O Botafogo, atual campeão sul-americano, venceu a Taça Brasil de 1967, batendo o Corinthians na decisão, com um time que tinha José Luiz Pereira, Raimundo Grossi, Cláudio Devoto, César Sebba, José António Gonçalves, Aurálio Tomasini, Carlos Netto, Otto Ditrichi Júnior, Édson Ramos, José Carlos Ciavella e Ricardo Conde. O Corinthians era a base da seleção brasileira com Amaury, Wlamir, Ubiratan.

Já o Vila Nova, campeão brasileiro de 1973, retorna ao basquete adulto. Naquele ano, a equipe venceu a Taça Brasil batendo o Trianon, de São Paulo. A equipe era liderada por Fausto Giannecchini e Adilson, e também tinha nomes como Joy, Doinha, Ranieri, Clenon, Ronald, Berquó, Morais, Danilo e Paulo Cézar e o técnico era o lendário Kanela.

Quem também está de volta é o União Corinthians, do Rio Grande do Sul. A equipe triunfou no Brasileiro de 1994 como Piti/Corinthians, da cidade de Santa Cruz do Sul, levando a melhor sobre Franca na série decisiva por 3 a 2. O treinador era Ary Vidal, que tinha em suas mãos nomes como João Batista, Waldir Boccardo, Brent Merritt, Edu Gato, Hillesheim, Larralde, Magrão, Marcionílio, Joel, Sílvio Carioca, Alvin e Poll.

HOMENAGENS E FÓRMULA DE DISPUTA

O torneio manteve o formato de disputa da edição de 2020, cancelada por conta da pandemia da covid-19. As equipes serão divididas em duas Conferências: Gerson Victalino e Hélio Rubens Garcia, jogando entre si em turno e returno.

Os dois primeiros de cada conferência vão direto para as quartas de final. Terceiro, quarto, quinto e sexto colocados disputam a segunda fase, fazendo um jogo único, cruzando as conferências, para definir os outros quatro times das quartas de final, que serão em melhor de três partidas. Os quatro classificados farão o Final Four, em sede única, para definir o campeão do Brasileiro.  

Nas próximas semanas, a CBB irá divulgar detalhes das Conferências Gerson Victalino e Hélio Rubens Garcia, bem como datas das fases do Campeonato Brasileiro e informações sobre transmissões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.