Divulgação/ NBA
Divulgação/ NBA

Com 9 brasileiros, NBA volta a ter recorde de estrangeiros

Do total de 450 atletas inicialmente inscritos, 113 são de outros países

Estadão Conteúdo

25 Outubro 2016 | 15h21

Pela terceira temporada consecutiva, a NBA terá mais de 100 jogadores estrangeiros na edição que começa terça-feira. De acordo com a própria liga norte-americana de basquete, entre os 450 atletas inicialmente inscritos (15 de cada uma das 30 equipes), 113 são de outros países que não os Estados Unidos.

O Canadá, que tem uma franquia na competição, o Toronto Raptors, é quem mais tem atletas na NBA: 11. A França aparece em segundo, com 10, seguida de perto pelo Brasil, com nove. São oito espanhóis e também oito australianos. Bicampeão do NBB pelo Flamengo, Nicolas Laprovittola é um dos quatro argentinos na liga e fará companhia a Manu Ginobli no San Antonio Spurs.

Para o basquete brasileiro, trata-se de um recorde para um início de temporada. O País estará representado por Tiago Splitter (Atlanta Hawks), Cristiano Felício (Chicago Bulls), Anderson Varejão (Golden State Warriors), Nenê (Houston Rockets), Marcelinho Huertas (Los Angeles Lakers), Leandrinho (Phoenix Suns), Bruno Caboclo, Lucas Bebê (ambos no Toronto Raptors) e Raulzinho (Utah Jazz). Todos já estavam na NBA no fim da temporada passada.

Chama a atenção o alto número de jogadores africanos, que serão 14 na temporada que começa nesta terça. Entre eles, atletas de Camarões, Cabo Verde, Congo, República Democrática do Congo, Mali, Nigéria, Senegal, Sudão do Sul e Tunísia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.