Cary Edmondson| USA TODAY Sports
Cary Edmondson| USA TODAY Sports

Com Leandrinho decisivo, Warriors leva 1º jogo da final da NBA

Brasileiro faz 11 pontos e acerta todos os arremessos que tenta. Juntos, Curry e Thompson somam 20

Estadão Conteúdo

03 de junho de 2016 | 09h18

Numa noite em que Stephen Curry e Klay Thompson foram pouco produtivos, atores secundários, como o brasileiro Leandrinho Barbosa, se destacaram para levar o Golden State Warriors ao triunfo por 104 a 89 sobre o Cleveland Cavaliers, nesta quinta-feira, em Oakland, no primeiro jogo da final da NBA.

Draymond Green somou 16 pontos, 11 rebotes e sete assistências, enquanto Shaun Livingston conseguiu a sua melhor marca na pós-temporada, com 20 pontos. Com isso, o Warriors abriu vantagem na reedição da última final da NBA, vencida pelo time de Oakland, que precisa de mais três triunfos para ser bicampeão.

Curry, com 11, e Thompson, com nove, totalizaram apenas 20 pontos, tendo acertado apenas oito de 27 arremessos de quadra. Cada um converteu apenas um arremesso de três. Mas a atuação discreta dos "Splash Brothers" pouco importou, pois os reservas do Warriors fizeram a diferença com 45 pontos anotados, enquanto os suplentes do Cavaliers anotaram apenas dez.

"Temos falado sobre nossa profundidade nos últimos dois anos. Dependemos de muitas pessoas. Jogamos com muita gente e acreditamos que temos muito talento no banco que pode sair e marcar quando precisamos", disse Steve Kerr, técnico do Warriors. "Assim, é um grande sinal, obviamente, que possamos vencer nas finais sem que esses dois homens façam grandes jogos, mas, na realidade, não nos surpreende. Esta tem sido a nossa equipe nos últimos anos".

Em uma série com tantas estrelas em ambos os times, a noite de quinta-feira foi de Livingston, Leandrinho e Andre Iguodala. Apesar de sofrer com dores nas costas, o brasileiro atuou por 11 minutos, tendo anotado 11 pontos e convertido os seus cinco arremessos de quadra, além de ter obtido um rebote.

Iguoada, que foi eleito o Jogador Mais Valioso das finais de 2015, também abriu a série decisiva com uma grande atuação ao somar 12 pontos, sete rebotes e seis assistências, além de ter se destacado na marcação a LeBron James. "Eu acho que nossos caras fizeram um grande trabalho focado nesses homens", disse o técnico do Cavaliers, Tyronn Lue, sobre a marcação imposta aos Splash Brothers. "Seu banco jogou bem. Então, nós temos que voltar à prancheta e tentar determinar como tirar esses homens do jogo".

O Cavaliers até anotou os primeiros pontos da partida de quinta, mas logo o Warriors assumiu o controle do duelo, fechando o primeiro quarto em vantagem de 28 a 24. No começo do segundo quarto, foi a vez de Leandrinho brilhar, marcando sete pontos, mas depois saindo da quadra e indo ao vestiário para tratar das dores nas costas. Mesmo assim, o Warriors chegou a abrir uma vantagem de 14 pontos, ajudado por uma boa atuação defensiva, indo ao intervalo vencendo por 52 a 43. No terceiro quarto, porém, o Cavaliers se aproveitou da atuação apagada dos Splash Brothers para se aproximar no placar e até ultrapassar momentaneamente o Warriors, que voltou a passar à frente, fechando o período em 74 a 68.

No último quarto, então, com Livingston, Iguodada e Leandrinho brilhando, o Warriors chegou a fazer confortáveis 88 a 72, fechando o jogo com tranquilidade por 104 a 89. Em sua sexta decisão seguida na NBA, LeBron registrou 23 pontos, 12 rebotes e nove assistências pelo Cavaliers, que só acertou 38,1% dos arremessos de quadra. Kyrie Irving anotou 26 pontos, sendo 11 deles através de tiros livres. Já Kevin Love acumulou 17 pontos e 13 rebotes. Nada disso, porém, foi suficiente para superar o Warriors e seus reservas. Os times voltaram a se enfrentar no próximo domingo, no Jogo 2 da final da temporada 2015/16 da NBA.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.