LNB
LNB

Com Caio Torres, Pinheiros aposta no entrosamento e confia em bom rendimento

Pivô é o principal reforço da equipe de basquete, que manteve base da temporada passada

Marcius Azevedo, O Estado de S.Paulo

16 de julho de 2019 | 04h30

A equipe de basquete do EC Pinheiros está de volta aos treinos. O elenco se reapresentou ao técnico César Guidetti e o sentimento é de otimismo para o início da temporada 2019-2020, quando o time da capital vai disputar o Campeonato Paulista, o Novo Basquete Brasil (NBB) e a Liga Sul-Americana. 

A principal novidade é o pivô Caio Torres, que defendeu o Vasco na última temporada. O jogador, que atuou pelo Pinheiros no começo da carreira, volta ao clube para o ocupar o lugar de Renato Carbonari. Além do jogador que foi para o Bauru, Ruivo, Gabriel e Mamedes deixaram o elenco. Danilo Sena foi o outro reforço.

A base foi mantida, com Bennett, Dawkins, Betinho, Isaac, Marcus Toledo e Ware. O restante do elenco será formado por garotos formados no Pinheiros. Destaque para Gabriel Campos (18 anos), Jonas Buffat (19) e Lucas Cauê (21).

"Estou bastante otimista. Conseguimos manter uma base e, mesmo perdendo alguns jogadores, mantivemos o nível da temporada passada", afirmou César Guidetti, que elogiou Caio Torres. "Ele está muito motivado em voltar para o Pinheiros, é um clube que ele adora, que tem boas lembranças e existem poucos jogadores como ele no basquete brasileiro."

O primeiro desafio será o Campeonato Paulista, que começa no dia 2 de agosto. A competição servirá como laboratório para medir o nível da equipe e dar mais rodagem para os garotos. Mais reforços, por enquanto, não fazem parte do planejamento.  

"Quero esperar começar o Paulista para ver em que nível estamos e onde poderemos chegar. Claro que depois da temporada passada, temos uma expectativa alta. A gente acredita muito que possa fazer um bom papel", disse César. "Não penso em reforços. Estou satisfeito com o elenco que montamos."

A diretoria também está otimista com um bom desempenho. Arnaldo Luiz de Queiroz Pereira, diretor de Esportes Olímpicos e Formação do Pinheiros, acredita que o time pode ir além do que fez na temporada passada, mesmo com um investimento 20% menor.

"Sabemos que o investimento em um esporte coletivo é importante, mas não é apenas isso que te faz atingir uma eficácia", afirmou Arnaldo. "Estamos apostando no entrosamento da equipe e na temporada positiva que tivemos", completou.

O diretor elogiou César Guidetti. "É um técnico jovem, estudioso, de seleção, está se personificando. Acredito muito na parte tática, nos treinos e nos estudos que são realizados pela comissão."

O treinador ficará um tempo afastado neste início de temporada por causa da Copa do Mundo da China. A seleção brasileira do técnico Aleksandar Petrovic se apresenta na outra semana para iniciar os treinos. Neste período, o Pinheiros será comandado por Nelson Lima, o Nelsinho, auxiliar de César Guidetti.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteNBB [Novo Basquete Brasil]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.