LBF
LBF

Com ênfase no movimento 'Levante a Bola Delas', LBF tem protocolo rígido e 100% dos jogos ao vivo

Edição 2021 da Liga de Basquete Feminino começa nesta segunda-feira, Dia Internacional da Mulher, e terá oito equipes na briga pelo título

Marcius Azevedo, O Estado de S.Paulo

08 de março de 2021 | 15h00

A temporada 2021 da Liga de Basquete Feminino começa nesta segunda-feira, Dia Internacional da Mulher, com oito equipes, um rígido protocolo sanitário de detecção e prevenção à covid-19 e ênfase no movimento "Levante a Bola Delas", lançado no ano passado. Os jogos serão 100% transmitidos, a começar pela abertura entre Vera Cruz Campinas e BAX Catanduva.

O "Levante a Bola Delas" é um movimento criado pelas próprias jogadoras de basquete do Brasil. A campanha foi lançada em 26 de agosto de 2020, no Dia Internacional da Igualdade Feminina, e teve grande repercussão. Elas exigiram visibilidade, apoio e condições iguais entre mulheres e homens. O logotipo estará presente em toda a comunicação da LBF. Além da ativação nas redes sociais, o logotipo da campanha estará estampado nas camisetas das oito equipes participantes.

"É um movimento importante para o basquete feminino e consequentemente para todos os outros esportes femininos do Brasil. Unidas somos mais fortes. Temos de chamar a atenção de patrocinadores, investidores e até da população. Tem muita coisa boa que pode sair do (basquete) feminino. Isso já foi provado lá atrás, o feminino sempre foi uma modalidade vencedora", afirmou Mariana Camargo, ala do Blumenau e presidente da comissão de atletas da LBF. "Queremos deixar o movimento em evidência para realmente revolucionar este cenário", completou.

A ala Jaqueline de Paula, do Santo André, reforça o tamanho da importância do movimento "Levante a Bola Delas". "É uma luta que o basquete feminino tem por igualdade, visibilidade, apoio como existe no masculino. A LBF entrar nesta campanha é algo grandioso. Fico muito feliz em ver este engajamento, esta união em prol do basquete feminino. É o que merecemos."

Em quadra serão oito clubes de quatro estados na disputa pelo título. Além de Vera Cruz Campinas e BAX Catanduva, a LBF vai contar com Blumenau-SC, Ituano Basquete-SP, Sampaio Basquete-MA, Santo André/Apaba-SP, SESI Araraquara-SP e Sodiê Doces/Mesquita/LSB-RJ. A primeira fase da competição será disputada em turno e returno para definir as posições para os playoffs. As séries de quartas de final e semifinal serão disputadas em até três jogos cada. O campeão será decidido em uma série melhor de cinco partidas.

O atual detentor do título é o Sampaio Basquete, que levantou o troféu em 2019. A edição de 2020 foi paralisada logo no começo e posteriormente cancelada por causa da pandemia do novo coronavírus. Um rígido protocolo sanitário de detecção e prevenção à covid-19 foi elaborado para que o torneio, desta vez, posso transcorrer normalmente até definir o campeão, em 29 de agosto.

O documento preconiza que todas as atletas e integrantes das comissões técnicas deverão ser testados através de teste RT-PCR ou Teste de Antígeno a cada 14 dias. Potenciais casos positivos para covid-19 deverão cumprir período de 10 dias em isolamento, sem poder disputar jogos ou frequentar os ginásios.

Nos dias de jogos, todos deverão ter a temperatura corporal aferida, obedecer um distanciamento social de no mínimo 1,5 metro e utilizar máscaras - exceto quando as atletas estiverem em jogo. Todos também deverão higienizar frequentemente as mãos com álcool 70% em gel ou água corrente e sabão, além de evitar o toque nos olhos, nariz e boca. Será de responsabilidade do clube mandante a higienização constante do ginásio e superfícies potencialmente compartilháveis (maçanetas, corrimãos e torneiras, por exemplo). Apesar das equipes atuarem em seus ginásios, não haverá público.

"Como presidente da comissão de atletas da LBF, eu participei de todas as reuniões, desde o ano passado. Eu posso falar do mim e outras atletas como quem estou sempre conversando que todas estão bastante confiantes e seguras nos protocolos que serão utilizados. Temos outras modalidades realizando campeonatos, seja em bolha ou turno e returno, e estamos no caminho certo. Vejo uma vontade muito grande de fazer dar certo", afirmou Mariana Camargo, de Blumenau.

A LBF terá 100% das partidas transmitidas. Na TV aberta, os confrontos serão exibidos pela Cultura, sempre aos domingos, às 14h. Os demais jogos poderão ser acompanhados pelas transmissões online na LBF LIVE, plataforma WEB exclusiva da competição gerenciada pela TV NSports. O acesso é realizado por cadastro gratuito no https://lbf.tvnsports.com.br.

A promessa é de uma LBF equilibrada, com algumas jogadoras se apresentando aos clubes após o fim da temporada europeia e no decorrer da competição. O Sampaio Basquete pinta como favorito. O único representante do Nordeste conta com Isabela Ramona, Raphaella Monteiro, Tati Pacheco e agora contratou Débora Costa. O treinador será Virgil Lopez, auxiliar de José Neto na seleção feminina.

"A LBF será muito competitiva e espero uma temporada de muito trabalho, vitórias e evolução, com objetivo de conquistar o título", afirmou Débora Costa, armador da seleção e reforço do Sampaio Basquete.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.