AP /David Zalubowski
AP /David Zalubowski

Com estouro dos 24 segundos, rodada da NBA tem homenagens a Bryant

Astro morto em acidente de helicóptero terminou sua passagem pelo Los Angeles Lakers usando a camisa 24

Redação, Estadão Conteúdo

27 de janeiro de 2020 | 08h34

A rodada de domingo da NBA ficou marcada por homenagens nas oito partidas realizadas e pelo sentimento de luto e desolação por causa da trágica morte de Kobe Bryant, ex-jogador do Los Angeles Lakers, ocorrida horas antes, com a queda de um helicóptero e que provocou o falecimento de outras oito pessoas, incluindo a sua filha Gianna, de 13 anos.

O San Antonio Spurs e o Toronto Raptors começaram o jogo segurando a bola por 24 segundos, até o cronômetro estourar, em memória ao número que Bryant utilizou em parte da sua carreira, com as equipes não disputando o início da partida. Fred VanVleet, dos Raptors, manteve a bola durante 24 segundos sem passá-la. Na sequência, Dejounte Murray, dos Spurs, fez o mesmo, com o público ovacionando o ex-atleta aos gritos de "Kobe".

Os Spurs exibiram um vídeo de tributo a Bryant com cenas da última aparição da lenda dos Lakers em San Antonio. O técnico Gregg Popovich se emocionou, assim como seus assistentes Becky Hammon e Tim Duncan, além de Lonnie Walker IV.

Dentro de quadra, os Raptors ganharam por 110 a 106, com 35 pontos do ala/pivô camaronês Pascal Siakam. Foi o sétimo triunfo seguido dos atuais campeões da NBA, os vice-líderes da Conferência Leste, com 32 triunfos e 14 derrotas.

Com um "double-double" de Damian Lillard, com 50 pontos e 13 assistências, o Portland Trail Blazers ganhou por 139 a 129 do Indiana Pacers, que teve um "triple-double" de Domantas Sabonis, com 27 pontos, 14 rebotes e 11 assistências. Os Blazers homenagearam Bryant com 24 segundos de silêncio antes da partida e também retiveram a posse pelo mesmo tempo no começo do duelo. Os Pacers levaram oito segundos para retomar o jogo, em referência a outro número utilizado pelo astro.

Com 45 pontos e 14 assistências de Trae Young, o Atlanta Hawks derrotou o Washington Wizards por 152 a 133. Young olhou para o teto do ginásio diversas vezes para homenagear o seu jogador favorito e ainda utilizou uma camisa com o número 8 durante os primeiros segundos da partida.

O New York Knicks derrotou o Brooklyn Nets, que não contou com Kyrie Irving, pois ele abandonou a quadra antes do jogo ao saber da morte de Bryant. O pôster publicitário do Madison Square Garden exibia uma imagem do astro. Lá, marcou 61 pontos em uma partida em 2009 e também disputou seu primeiro All-Star Game, em 1998.

Com o nono "triple-double" do sérvio Nikola Jokic (24 pontos, 12 rebotes e 11 assistências), o Denver Nuggets venceu o Houston Rockets, sem o lesionado James Harden, por 117 a 110. A partida, que abriu a rodada, teve um minuto de silêncio e a exibição de um vídeo para homenagear Bryant.

O Los Angeles Clippers superou o Orlando Magic por 112 a 97 com 31 pontos e 14 rebotes de Kawhi Leonard, na 13ª vitória seguida do time da Califórnia. O seu técnico, Doc Rivers, foi às lágrimas ao falar com a imprensa sobre a morte de Kobe.

Em outro jogo em que os times retiveram a posse por 24 segundos para homenagear Bryant, o Memphis Grizzlies bateu o Phoenix Suns por 114 a 109. Já o New Orleans Pelicans bateu o Boston Celtics por 123 a 108 com 21 pontos e 11 rebotes de Zion Williamson - foi a sua terceira partida como profissional e a primeira vitória.

Confira os jogos da rodada de segunda-feira da NBA:

Detroit Pistons x Cleveland Cavaliers

Miami Heat x Orlando Magic

Oklahoma City Thunder x Dallas Mavericks

Chicago Bulls x San Antonio Spurs

Minnesota Timberwolves x Sacramento Kings

Utah Jazz x Houston Rockets

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.