Marcius Azevedo/Estadão
Marcius Azevedo/Estadão

Com futebol em má fase, basquete do São Paulo quer ginásio cheio 

Após vencer os dois primeiros jogos fora de casa na Liga Ouro, equipe do técnico Cláudio Mortari encara o Campo Mourão nesta terça-feira no Morumbi

Marcius Azevedo, O Estado de S.Paulo

25 de fevereiro de 2019 | 15h07

O time de basquete do São Paulo espera que o momento ruim do futebol não influência na presença de torcedores no ginásio do Morumbi nesta terça-feira. A equipe do técnico Cláudio Mortari faz o seu primeiro jogo pela Liga Ouro em casa contra Campo Mourão após vencer duas partidas como visitante. O confronto começa 20h e terá entrada franca pelo portão 13.   

"O clube funciona como um todo. Temos uma expectativa de receber um bom público, que o são-paulino possa ver que existem outras modalidades. Já tivemos boxe, atletismo... Agora com o retorno do basquete de competição. O torcedor torce pelo clube e, por isso, acredito que ele vai participar. Não queremos fazer comparações, principalmente com o futebol. Mas queremos o sucesso do São Paulo em tudo que ele realizar", afirmou o treinador.

O ginásio do Morumbi comporta pouco menos de 2 mil pessoas e foi reformulado para disputa da competição que dá acesso ao NBB. O São Paulo superou Unifacisa, em Campina Grande, e Basquete Cerrado, em Brasília. Além de Campo Mourão, o time encara o Londrina, quinta-feira, novamente em casa.  

"A expectativa é de ginásio cheio. O futebol estava vivendo um momento delicado, mas o basquete começou bem, conseguimos duas vitórias fora de casa. A gente espera que o torcedor possa apoiar do começo ao fim", afirmou o armador Thiaguinho.

O ala/pivô Drudi concorda com o companheiro. "A gente percebe o torcedor empolgado nas redes sociais para o nosso jogo aqui depois de duas vitórias", comentou. "A gente espera que o futebol melhore para o clima ficar o melhor possível, mas temos uma expectativa de casa cheia."

Revelado pelo Flamengo, o pivô João Vítor sabe muito bem o que é defender uma equipe de camisa pesada no futebol. "Você já tem o apoio de um torcedor que não imagina. Representamos 18 milhões de torcedores. Às vezes você não tem dimensão do tamanho da torcida do São Paulo, é gigante."

A torcida, segundo ele, pode desequilibrar o jogo para o São Paulo. Campo Mourão também venceu os dois primeiros jogos e está entre os favoritos ao acesso. "Espero que os torcedores possam comparecer e apoiar. A situação não está tão boa no futebol. A presença da torcida será importante para empurrar o nosso time para conquistar mais uma vitória. Com o ginásio cheio é sempre melhor."

Na Liga Ouro, após os oito times se enfrentarem em turno e returno, os dois primeiros se classificam diretamente para os playoffs semifinais. As quartas de final reúnem os classificados de 3º até o 6º lugar.

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.