Mike Ehrman / USA Today Sports
Mike Ehrman / USA Today Sports

Com grande atuação de Antetokounmpo, Bucks ganham e viram série contra o Magic

Na Conferência Oeste, Thunder bate Rockets pela primeira vez e segue vivo na série; NBA anuncia técnico do ano

Redação, Estadão Conteúdo

22 de agosto de 2020 | 23h35

Melhor time da temporada regular, o Milwaukee Bucks mostrou poder de recuperação e neste sábado conseguiu virar a série melhor de sete contra o Orlando Magic ao vencer por 121 a 107, dentro da "bolha" criada no complexo Wide World of Sports, pertencente à Disney, em Orlando. Após perder o primeiro jogo, a franquia de Wisconsin ganhou os dois seguintes pela primeira rodada dos playoffs da Conferência Leste.

Mais uma vez, a equipe contou com uma grande atuação do astro grego Giannis Antetokounmpo. O ala-pivô fechou a partida com um "double-double" (dois dígitos em dois fundamentos) com 35 pontos e 11 rebotes, além de sete assistências.

Pelos Bucks, também se destacaram Khris Middleton (responsável por 17 pontos, oito rebotes e seis assistências), Brook Lopez (16 pontos) e Eric Bledsoe (14 pontos, oito assistências e três roubadas de bola.

Os principais destaques do Magic foram D.J. Augustin, com 24 pontos e seis assistências, Terrence Ross (20 pontos) e Nikola Vucevic (também com 20). O quatro jogo da série será nesta segunda-feira.

Quem está perto da classificação às semifinais do Leste é o Miami Heat. A equipe da Flórida voltou a superar o Indiana Pacers, desta vez por 124 a 115, e abriu 3 a 0. Agora só mais uma vitória, nesta segunda-feira, é necessária para avançar na competição.

Com forte jogo coletivo, quatro atletas do Heat superaram a marca dos 20 pontos: Jimmy Butler (27), Goran Dragic (24), Bam Adebayo (22) e Tyler Herro (20). Pelo lado dos Pacers, Malcolm Brogdon se destacou ao anotar 34 pontos, pegar sete rebotes e distribuir 14 assistências. T.J. Warren fez 23 pontos e Victor Oladipo foi responsável por outros 20.

NO OESTE

O Oklahoma City Thunder está vivo na série contra o Houston Rockets ao vencer por 119 a 107 na prorrogação, após empate por 104 a 104 no tempo normal, e diminuir para 2 a 1 a vantagem do rival do Texas. O armador Chris Paul foi decisivo, convertendo duas bolas de três cruciais para sacramentar o triunfo.

Com 26 pontos, Paul só não marcou mais que Dennis Schroder, que foi responsável por 29. Shai Gilgeous-Alexander, com 23 pontos, e Danilo Gallinari, com 20, também se destacaram pelo Thunder. Steven Adams ajudou com 13 rebotes.

Pelos Rockets, que tentarão abrir 3 a 1 nesta segunda-feira, Harden brilhou com 38 pontos, sete rebotes e oito assistências, mas teve um apagão na prorrogação, quando o seu time só marcou cinco pontos. Jeff Green contribuiu com 22 pontos, Eric Gordon fez 18 e Danuel House Jr. Conseguiu um "double-double" com 15 pontos e 10 rebotes.

TÉCNICO DO ANO

A NBA anunciou neste sábado o primeiro prêmio da temporada e ele foi o de treinador do ano, que teve como vencedor Nick Nurse, do Toronto Raptors. Ele, que também é técnico da seleção do Canadá, derrotou Mike Budenholzer (Bucks) e Billy Donovan (Oklahoma City Thunder).

Nurse se tornou o primeiro treinador a ganhar o prêmio de melhor treinador na NBA e também na G-League (liga de desenvolvimento da NBA). Em 2011, com 44 anos, ele conseguiu o prêmio enquanto era responsável pelo Iowa Wolves (na época era Iowa Energy).

O treinador nascido em Iowa conseguiu 470 pontos na votação feita por 100 jornalistas de basquete - teve 91 votos para a primeira colocação. Mike Budenholzer somou 147 pontos e Billy Donovan recebeu 134.

Para Entender

NBA: onde assistir, calendário, equipes e tudo sobre a volta da competição

Liga norte-americana volta a ser disputada após mais de quatro meses de paralisação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.