Kyle Terada/USA Today Sports
Kyle Terada/USA Today Sports

Com jogo coletivo, Warriors vencem Raptors no Canadá e empatam final da NBA

Klay Thompson sai lesionado, mas anota 25 pontos e comanda triunfo por 109 a 104

Redação, Estadão Conteúdo

03 de junho de 2019 | 08h34

O Golden State Warriors mostrou coração de campeão para superar os problemas físicos e empatar a final da NBA em 1 a 1. Na noite de domingo, superou o Toronto Raptors por 109 a 104, no Canadá, com grande atuação de Klay Thompson, que marcou 25 pontos antes de deixar a quadra lesionado.

Stephen Curry acrescentou 23 pontos pelos Warriors, que anotaram os primeiros 18 pontos do segundo tempo para encaminhar a vitória. "Quando chegamos a esta etapa mostramos nosso DNA", afirmou Curry, que pareceu ter uma lesão na coxa esquerda no primeiro tempo e chegou a errar seis arremessos consecutivos no começo do duelo.

O Golden State, que já não contava com Kevin Durant, perdeu também Thompson durante o quarto período. Ainda assim, conseguiu sustentar a vantagem para assegurar o seu triunfo.

"Foi uma grande vitória. Temos que ir para casa e proteger nossa vantagem de mandantes. Já veremos o que foram as lesões", comentou o treinador dos Warriors, Steve Kerr. "Mas estou muito orgulhoso de nossa equipe e em particular de quem está no banco".

Após fechar o primeiro quarto em desvantagem de 27 a 26, os Warriors, apesar dos seus problemas, conseguiu ir ao intervalo próximos no placar, perdendo por 59 a 54. No terceiro quarto, então, o time teve mais uma das grandes atuações que o tem caracterizado nesse sequência de cinco finais consecutivas na liga. Ganhou o período por 34 a 21 e começou o último à frente por 88 a 80.

"Não jogamos suficientemente bem no terceiro período. Erramos arremessos demais", reconheceu Kyle Lowry, armador do Toronto excluído por acúmulo de faltas no início do último quarto. "Nos surpreenderam na transição e ganharam confiança. Ali perdemos a partida".

Andre Iguodala, que também deu um susto ao sofrer uma queda no primeiro tempo, converteu o arremesso de três que assegurou o triunfo com 5s9 para o fim do duelo, deixando o placar em 109 a 104, após os Raptors se aproximarem perigosamente, ao anotarem dez pontos consecutivos.

Escalado como titular, DeMarcus Cousins contribuiu com 11 pontos, dez rebotes e seis assistências pelos Warriors, enquanto Draymond Green somou 17 pontos, dez rebotes e nove passes para cestas, ficando a uma assistência do seu quarto "triple-double" consecutivo.

Kawhi Leonard totalizou 34 pontos e 13 rebotes pelo Toronto, que vinha embalado por cinco triunfos consecutivos, em sequência iniciada quando estava em desvantagem de 2 a 0 na final da Conferência Leste. Já Pascal Siakam foi mais discreto e somou 12 pontos e cinco assistências pelo time canadense.

O terceiro compromisso da final da NBA vai ser disputado na noite de quarta-feira em Oakland.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.