Mark J. Terrill / AP
Mark J. Terrill / AP

Com lance livre no fim, Heat volta a derrubar Bucks nos playoffs da NBA

Jimmy Butler tem desempenho, mas converte dois lances livres no estouro do cronômetro

Redação, Estadão Conteúdo

02 de setembro de 2020 | 23h45

Melhor time da temporada regular da NBA, o Milwaukee Bucks segue sem conseguir se impor diante do Miami Heat na semifinal da Conferência Leste. Na noite desta quarta-feira, o favorito foi derrubado mais uma vez, desta vez pelo apertado placar de 116 a 114, em Orlando, na "bolha" construída pela NBA, na Flórida.

Com o resultado, o Heat abriu 2 a 0 na série melhor de sete jogos, em busca da final do Leste, nos playoffs. O próximo confronto entre os dois times está marcado para as 19h30 de sexta-feira.

Sem a mesma superioridade do primeiro jogo, o time de Miami chegou à segunda vitória com uma atuação decisiva nos instantes finais do confronto. Jimmy Butler, que foi o grande destaque da primeira partida da série, converteu dois lances livres no estouro do cronômetro.

Apesar dos pontos decisivos, Butler teve desempenho mais discreto nesta quarta. Ele anotou 13 pontos, três rebotes e seis assistências. Acabou sendo o coadjuvante de um time que prezou pelo desempenho coletivo nesta noite.

Se Goran Dragic marcou 23 pontos, Jae Crowder anotou 16 e Bam Adebayo contribuiu com 15 e mais nove rebotes, perto de cravar um "double double". Duncan Robinson, por sua vez, registrou 13 pontos e até mesmo dois reservas tiveram dois dígitos na pontuação: Tyler Herro (17) e Kelly Olynyk (11).

Pelos Bucks, Giannis Antetokounmpo desta vez foi mais importante em quadra. O candidato a MVP da temporada registrou 29 pontos e 14 rebotes, em mais um "double-double" na competição. Mas não conseguiu repetir as boas atuações da temporada regular. Khris Middleton marcou 23 pontos e Brook Lopez e Eric Bledsoe anotaram 16 cada. Bledsoe voltou ao time após ser desfalque de última hora no primeiro jogo da série.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.