Troy Taormina / USA Today Sports
Troy Taormina / USA Today Sports

Warriors vence Rockets e jogará 4ª final seguida na NBA

Desfalcado de Chris Paul, Rockets não segura franquia da Califórnia e continua sem disputar a final do torneio desde 1995

Estadão Conteúdo

29 de maio de 2018 | 08h24

O Golden State Warriors está na final da NBA pela quarta temporada consecutiva. Na noite de segunda-feira, no Jogo 7 da decisão da Conferência Oeste, o time de Oakland se deu melhor ao superar o Houston Rockets por 101 a 92, fora de casa, com uma virada no terceiro quarto e grandes atuações dos seus dois principais astros: Stephen Curry e Kevin Durant.

+ LeBron James reconhece que Cavaliers chega como azarão na final da NBA

+ Sampaio Basquete bate Campinas em casa e fica a uma vitória do bi na Liga Nacional

+ Paulistano segura pressão do Mogi e fica a uma vitória do título do NBB

Durant foi o cestinha da partida com 34 pontos para o Warriors, que conseguiu uma reviravolta no segundo tempo, em um cenário muito parecido ao do Jogo 6, em que o time triunfou para forçar a realização da última partida na série melhor de sete.

O Warriors chegou a estar em desvantagem de 15 pontos durante o primeiro tempo e foi ao intervalo perdendo por 54 a 43 para o Rockets. Mas aí os atuais campeões da NBA, liderados por Curry, brilharam. O astro, que fechou o jogo com 27 pontos, nove rebotes e dez assistências, anotou 14 dos 33 pontos do seu time no terceiro período, comandando a virada.

Já o Rockets não conseguiu manter o bom ritmo do começo do confronto, perdeu completamente a pontaria, tendo errado todos os 14 arremessos de três que tentou no terceiro quarto - foram 37 falhas em toda a partida, tendo convertido apenas sete. E o time, que não pôde contar com o lesionado Chris Paul, fez apenas 15 pontos no terceiro quarto, o fechando em desvantagem de 76 a 69.

Draymond Green foi outro destaque do Warriors, com 13 rebotes e dez pontos. James Harden liderou o Rockets com 32 pontos, Eric Gordon fez 23, Clint Capela marcou 20 e PJ Tucker somou 14 pontos e 12 rebotes. Já o brasileiro Nenê não foi aproveitado pelo time texano.

Na final da NBA, o Warriors terá pela frente o Cleveland Cavaliers, de LeBron James, que levou o título da Conferência Leste. E o primeiro jogo da série está marcado para a noite de quinta-feira em Oakland. Essa decisão, aliás, será disputada pelo quarto ano consecutivo. O Warriors se deu melhor em 2015 e 2017, enquanto o Cavaliers levou o título em 2016.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.