Jeff Haynes/Reuters
Jeff Haynes/Reuters

Com taça, Bryant espera que 'dependência de Shaq' termine

Ala armador dos Lakers teve de esperar sete temporadas para voltar a vencer o título da NBA sem o ex-colega

Alan Rafael Villaverde, enviado especial do estadao.com.br,

15 de junho de 2009 | 09h46

 ORLANDO - Depois das lágrimas, da alegria e da comemoração pelo título da NBA do Los Angeles Lakers diante do Orlando Magic, Kobe Bryant finalmente mudou sua expressão. "Antes eu era ranzinza. Agora eu sou apenas uma pessoa que quer curtir", confessou o jogador, de 30 anos.

Veja também:

link Bryant fica com o prêmio de MVP das finais

linkLos Angeles Lakers é campeão pela 15.ª vez

mais imagens FOTOS - Galeria com as imagens do jogo 5

blog BATE-PRONTO - Histórias da cobertura da final

especial NBA: leia mais sobre a finalíssima

forum QUIZ - Sabe tudo da final da NBA? Participe!

Apesar dos três anéis de campeão da NBA que já possuía, Kobe sabia que este quarto seria o mais significativo, já que acabaria com os comentários de que não poderia vencer um título sem ter ao seu lado Shaquille O 'Neal. "Essa história era irritante. Eu sempre ouvia e tinha de ficar quieto, pois o jeito era trabalhar."

A resposta não foi suficiente para os jornalistas, que novamente indagaram sobre a dupla turbulenta que Kobe fez com Shaq no tricampeonato dos Lakers no começo da década. "Olha, o time tinha dois cachorros-alfa e realmente era difícil se entender no vestiário, mas vencemos três campeonatos", comentou Bryant, que espera que esse assunto morra de vez.

"Os Lakers ou qualquer outro time foram campeões porque tinham mais de um bom jogador. Olha o time que o Magic [Johnson] tinha. Era sensacional e por isso conquistou tudo o que disputou".

FUTURO

Com o quarto título garantido, muitos dizem que o próximo passo é igualar o feito do maior jogador de todos os tempos, Michael Jordan, que possui seis títulos. Kobe tentou esconder qual será o seu próximo objetivo.

"Eu ainda tenho muito tempo de carreira e não sei o que pensar, neste momento. Sei que vou curtir o que tenho, agora, e finalmente poderei andar pela Disneylândia sem ser criticado pelos torcedores. Porque vocês sabem como são os torcedores dos Lakers...", riu o jogador, com o sentimento de missão cumprida.

Tudo o que sabemos sobre:
NBALos Angeles LakersKobe Bryant

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.