Divulgação
Divulgação

Com último quarto perfeito, Flamengo supera Limeira no NBB

Rubro-Negro abre 1 a 0 na série semifinal da competição

O Estado de S. Paulo

09 de maio de 2015 | 21h21

O Flamengo provou que não será fácil destroná-lo no NBB. No jogo de abertura da série semifinal, neste sábado, o atual bicampeão fez um excelente último período e derrotou Winner/Limeira por 85 a 78, no Ginásio Vô Lucato, no interior paulista.

Após estar perdendo por sete pontos (54 a 47) antes do início do último quarto, o Flamengo impôs 13 a 0 no começo da partida e, sem diminuir o ritmo, fez 29 a 19 e largou na frente na disputa pela vaga na decisão.

Com 21 pontos e seis assistências, o armador Nicolas Laprovittola foi o principal destaque da partida. "Não começamos o jogo bem. Mas a partir do final do segundo quarto, o time começou a se impor. No final do jogo, estávamos confiantes e jogamos melhor", comentou o argentino.

"Nossa defesa cresceu e conseguimos jogar em transição. Quando abrimos a vantagem de dez pontos, aproveitamos isso para segurar o resultado e fechamos bem o jogo", completou Laprovittola, que conseguiu ainda quatro rebotes.

Além de Laprovittola, outros quatro jogadores do Flamengo terminaram o jogo com pelo menos dez pontos: Vitor Benite (16), Walter Herrmann (14), Marquinhos (10) e Olivinha (10).

Do lado de Limeira, o maior pontuador foi o norte-americano David Jackson, com 19 pontos. O pivô Bruno Fiorotto fez outros 18 pontos, enquanto Ronald Ramon e Chris Hayes anotaram por 17 e 15 pontos, respectivamente.

"O time do Flamengo tem muita qualidade. Foram quatro minutos no último quarto que nós não jogamos bem e eles abriram dez pontos. A verdade é que em uma série disputada como essa, nós não podemos deixar isso acontecer. Temos que jogar os 40 minutos de forma intensa", analisou Fiorotto.

O segundo jogo da série acontece na segunda-feira, às 19h, novamente no Ginásio Vô Lucato, em Limeira. 

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteNBB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.