Jason Szenes/EFE
Jason Szenes/EFE

Como esperado, Pelicans selecionam Zion Williamson como 1ª escolha do Draft

Ala de Duke é visto como o maior nome jovem a ingressar na liga desde LeBron James

Redação, Estadão Conteúdo

21 de junho de 2019 | 00h14

O New Orleans Pelicans escolheu Zion Williamson, nesta quinta-feira, como primeira escolha do Draft da NBA, optando, como todos já esperavam, pelo ala de Duke, considerada uma das principais promessas do basquete nos últimos anos.

O ala, de 2,01 metros e 129 quilos, se tornou sensação logo em sua primeira temporada no basquete universitário, especialmente por suas enterradas. Mas também teve médias de 22,6 pontos e 8,9 rebotes, tendo acertado 68% dos seus arremessos de quadra. Zion ocupará um espaço recém aberto no New Orleans, que há poucos dias acertou a negociação do seu astro Anthony Davis com o Los Angeles Lakers.

Assim como os Pelicans, o Memphis Grizzlies tratou de resolver uma necessidade ao optar por Ja Morant, proveniente de Murray State, como a segunda seleção. Essa escolha se dá um dia depois de acertar uma troca que enviou Mike Conley, seu armador por anos, para o Utah Jazz. Morant, então, é visto como uma opção interessante para substituí-lo após ter médias de 24,5 pontos e 10 assistências por jogo em seu segundo ano no basquete universitário.

Em seguida, o New York Knicks, acrescentou um segundo jogador de Duke à lista dos três primeiros selecionados, escolhendo RJ Barrett, que inclusive superou Zion como líder em pontos da Conferência da Costa do Atlântico em pontos.

Campeão por Virginia, De'Andre Hunter foi eleito na quarta posição, mas não jogará com Zion nos Pelicans. O New Orleans havia recebido essa escolha em negociação com os Lakers, mas, em outro acordo, o cedeu ao Atlanta Hawks. Esses acordos já são certos, mas só serão oficializados em 6 de julho.

O Cleveland Cavaliers escolheu o armador Darius Garland, de Vanderbilt e que só disputou cinco partidas devido a uma lesão no joelho na última temporada, como quinta seleção do Draft da NBA.

Ao contrário do que se imaginava, o gigante sudanês Bol Manute Bol, de 2,21m e 96kg, não foi escolhido no começo da primeira rodada. Ele é filho de Manute Bol, que atuou na NBA entre 1985 e 1995, sendo o segundo jogador mais alto da história da liga, com 2,31m.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.