João Neto/LNB
João Neto/LNB

Contra Bauru, Paulistano joga para repetir feito do Corinthians

Com 2 a 1 na série melhor de cinco da final do NBB, time da capital pode ser campeão neste sábado

Marcius Azevedo, O Estado de S.Paulo

10 de junho de 2017 | 07h00

O palco é o mesmo. O Paulistano pode ser campeão nacional pela primeira vez em sua história neste sábado no ginásio que consagrou o Corinthians, último time da capital a conquistar o título brasileiro, há 21 anos. Com 2 a 1 na série melhor de cinco contra Bauru, a equipe do técnico Gustavo De Conti joga por uma vitória no Ginásio Wlamir Marques.

O time do interior tem de vencer para levar a decisão do NBB para o jogo 5, no sábado, dia 17, em Botucatu. A partida deste sábado começa às 14h, com transmissão pelos canais Band e SporTV. Os ingressos estão esgotados.

“A gente não pode se frustrar com uma derrota em uma série de playoff, ainda mais em uma decisão. Temos de esquecer. Teremos a chance de fechar a série e não podemos nos abalar”, afirmou Georginho de Paula, logo depois da derrota no jogo 3, na semana passada, em Araraquara.

O resultado deu confiança ao experiente time de Bauru, que tenta confirmar o favoritismo que lhe foi atribuído antes da decisão. “Os jogadores mostraram experiência em um momento difícil. Conseguimos permanecer vivos na série e ganhamos ainda mais confiança para o jogo 4”, avisou o técnico Demétrius Ferracciú.

O espaço de uma semana entre os jogos serviu para o Paulistano corrigir os erros e tentar repetir neste sábado o feito do Corinthians de 1996. Naquela oportunidade, o time, que tinha Oscar Schmidt como principal jogador, superou o Corinthians de Santa Cruz do Sul por 101 a 96 e fechou a série em 3 a 1.  Com o ginásio lotado, a equipe alvinegra contou com 30 pontos do Mão Santa para ser campeã.

Bauru também quer fazer história com o primeiro título do NBB. A equipe do interior foi campeã no antigo formato, em 2002, ao derrotar Araraquara na decisão. Depois do surgimento da Liga Nacional de Basquete, em 2009, apenas Flamengo (cinco vezes) e Brasília (três) foram campeões.

Tudo o que sabemos sobre:
PaulistanoBauru BasqueteBasquete

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.