João Pires/LNB
João Pires/LNB

Corinthians bate o São José, é campeão da Liga Ouro e conquista o acesso ao NBB

Time alvinegro venceu em São José o Jogo 4 da série melhor de cinco da decisão por 74 a 63

Estadão Conteúdo

23 Junho 2018 | 00h06

O Corinthians é o grande campeão da Liga Ouro de 2018, uma espécie de segunda divisão do basquete brasileiro. Nesta sexta-feira, no ginásio Lineu de Moura, em São José dos Campos (SP), o time alvinegro venceu o Jogo 4 da série melhor de cinco da decisão diante do São José, por 74 a 63, e conquistou o título da Divisão de Acesso ao NBB.

+ Confira a tabela da Copa do Mundo da Rússia

Campeão da Liga Ouro, o clube paulista terá o direito de disputar a próxima temporada do NBB. Agora, precisará comprovar os pré-requisitos exigidos pela LNB (Liga Nacional de Basquete) - o que deve acontecer na próxima semana - para ter confirmada a sua participação na elite do basquete do país, algo que não acontece desde 1997.

"Esses caras acreditaram no projeto Corinthians e formamos um grupo de muita confiança. Representar o Corinthians é uma responsabilidade muito grande e fizemos um grande trabalho para conquistar nosso grande objetivo que era a vaga no NBB. Esse é só um começo de uma história que tem tudo para ser de muitas glórias para esse clube gigante, que tem essa torcida maravilhosa que nos acompanha em todos os lugares", exaltou o técnico Bruno Savignani.

Depois de largar atrás no primeiro quarto, o Corinthians equilibrou o jogo no período seguinte, mas a liderança ficou praticamente todo o tempo com o São José. Só que no último quarto a equipe alvinegra foi superior - vitória parcial por 23 a 11 - e garantiu a vitória para fechar a série decisiva em 3 a 1.

O jogo coletivo imperou no time alvinegro nesta sexta-feira. Com 12 pontos cada, Brandon e Reggie foram os cestinhas da equipe, mas outros quatro jogadores apareceram bem ofensivamente - Pastor (11), Bruno (9), Humberto (8) e Gemadinha (7).

"A grande marca deste time é o coletivo, tanto que quem fechou o jogo hoje (sexta-feira) foi a segunda unidade. Isso mostra que o trabalho ao longo da temporada foi excelente e o Bruno conseguiu montar um plantel que todo mundo podia decidir. Hoje todo mundo deixou o que podia em quadra e demos esse presente para essa torcida maravilhosa", disse o armador Gustavinho, que foi responsável por levantar o troféu de campeão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.