Divulgação
Divulgação

Corinthians faz parceira no basquete e força mudança de cor

Time de Americana trocará o verde pelo preto

Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

05 de agosto de 2015 | 13h22

Por causa da parceira anunciada nesta quarta-feira com o Corinthians, a equipe feminina de basquete de Americana, atual bicampeã brasileira, terá de mudar o uniforme e as cores do seu ginásio. Sai o verde do arquirrival Palmeiras, e entra o preto no lugar.

A marca da empresa de seguros de saúde Unimed estampada na camisa do time passará por uma adaptação e deixará de ser exibida em verde para ser substituída pelo preto. A mesma mudança vai ocorrer com o piso do ginásio Mario Antonucci, onde a equipe manda os seus jogos no interior do Estado.

"Verde não pode. Nem na camisa nem na quadra. Essa foi a condição estabelecida na hora que assinamos o contrato da parceria", explicou o superintendente de marketing do Corinthians, Gustavo Herbetta.

Essa não é a primeira vez que o Corinthians força um patrocinador a mudar de cor. Em 2007, o clube fechou acordo com a Medial Saúde, cujo logo era verde. Para estampar a marca no uniforme da equipe, a empresa trocou a cor para preto.

O time de basquete passará a se chamar Corinthians/Americana, continuará mandando seus jogos no interior, mas está em discussão a possibilidade de algumas partidas serem transferidas para o ginásio do Parque São Jorge. Entre os destaques da equipe estão Clarissa, eleita a melhor jogadora da última Liga de Basquete Feminino e que volta à equipe após disputar a WNBA, a liga norte-americana de basquete, pelo Chicago Sky, e Damiris Dantas, que também jogou a última temporada nos Estados Unidos, no Atlanta Dream.

Com a parceria entre Corinthians e Americana, os gestores da Liga de Basquete Feminino pretendem atrair mais clubes ligados ao futebol para o esporte. "Esse dia será um marco para o basquete feminino brasileiro. Agora teremos uma grande visibilidade, algo que tanto reclamávamos antes. Outros clubes podem seguir esse projeto", disse o técnico Antonio Carlos Vendramini.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteCorinthiansAmericana

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.