Cristiano Felício assina com o Chicago Bulls e vira mais um brasileiro na NBA

O basquete brasileiro tem mais um jogador na NBA a partir deste domingo. Depois do acerto de Raulzinho Neto com o Utah Jazz, Cristiano Felício é o oitavo atleta do país confirmado para a temporada 2015-2016 da liga norte-americana. O pivô, de 2,10m, campeão do NBB 7 pelo Flamengo, assinou contrato de dois anos com o Chicago Bulls, franquia pela qual está disputando a Summer League, em Las Vegas.

Estadão Conteúdo

12 Julho 2015 | 19h08

Considerado um dos principais jogadores da nova geração do basquete brasileiro, Felício, que completou 23 anos no último dia 7, estreou pela equipe na noite do último sábado com o número 6 às costas, na vitória de 84 a 71 sobre o Minnesota Timberwolves.

"É o melhor presente de aniversário que eu poderia receber. Vim para os Estados Unidos com um objetivo na cabeça, que era mostrar o meu basquete, dar o meu melhor para aproveitar essa oportunidade. Queria apenas fazer uma grande Summer League e já recebi essa notícia maravilhosa", afirmou o eufórico mineiro. "Fiz bons treinos em Chicago e estou muito, muito feliz. Quero fazer um grande campeonato e ajudar o meu novo time a ir longe no torneio", vibrou o pivô.

Felício, que teve seu nome inscrito no Draft 2014, foi eleito o ?Melhor Pivô? do Eurocamp em 2014 (Treviso/Itália) e fez apenas dois treinos em Chicago antes de seguir para Las Vegas. O pivô foi um dos nomes mais comentados durante as três partidas que o Flamengo disputou na pré-temporada da NBA no ano passado, contra Phoenix Suns, Orlando Magic e Memphis Grizzlies.

Entre as principais conquistas da carreira do atleta estão os títulos de campeão da Copa Intercontinental (2014), bicampeão do NBB (2015/2014), campeão da LDB (2014) e bicampeão do Campeonato Estadual do Rio (2013/2014).

O pivô fará companhia na NBA a Anderson Varejão (Cleveland Cavaliers), Bruno Caboclo e Lucas ?Bebê? Nogueira (Toronto Raptors), Leandrinho Barbosa (Golden State Warriors), Nenê Hilário (Washington Wizards), Raulzinho Neto (Utah Jazz) e Tiago Splitter (Atlanta Hawks).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.