Ezra Shaw| AFP
Ezra Shaw| AFP

Curry assume culpa por vice: 'Vai me perseguir por um tempo'

Armador errou arremesso do empate a 30s do fim

Estadão Conteúdo

20 de junho de 2016 | 09h45

Stephen Curry driblou Kevin Love para disparar um arremesso de três pontos que, há alguns dias, parecia ser impossível de errar. Mas ao invés de empatar a partida a 30s7 do fim, a bola bateu no aro e não entrou. Assim, acabaram as possibilidades do Golden State Warriors conquistar o bicampeonato da NBA, no último domingo, quando o time perdeu por 93 a 89 para o Cleveland Cavaliers, em Oakland, no Jogo 7 da decisão.

"Isso vai continuar a me perseguir por um tempo, porque para mim isso significa muito, ser o líder da minha equipe e fazer o que é necessário, na quadra e em grande momentos", disse Curry. "Eu fiz isso antes, mas eu não fiz essa noite".

Ao longo da noite, Curry e seu companheiro Klay Thompson estiveram longe de apresentar a qualidade que caracteriza esta dupla, conhecida como "Splash Brothers". E o Warriors, ao invés de coroar a melhor campanha de todos os tempos com o título, sofreu a maior virada da história das finais da NBA. Os 73 triunfos na temporada regular (um recorde), o status de atual campeão, o prêmio de Jogador Mais Valioso dado a Curry por unanimidade e a memorável recuperação na final da Conferência Oeste se tornaram uma mera nota de rodapé.

O que mais será lembrado é que o Warriors foi a primeira equipa a perder uma série final da NBA depois de ter uma vantagem de 3 a 1. "Não é fácil conseguir o que temos, e não é fácil de digerir o que não conseguimos", disse Curry.

Após desperdiçar duas chances de conquistar o título, o Warriors espera vencer na terceira. O time teve condições de triunfar nos minutos finais de um duelo tenso. Mas não marcou pontos após Thompson empatar o jogo com uma bandeja a 4min39 do fim - o time de Oakland errou os últimos nove arremessos. Além disso, LeBron James bloqueou o que parecia uma bandeja fácil de Andre Iguodala a menos de dois minutos do fim. Curry errou os seus últimos quatro arremessos de três, numa noite para esquecer, em que acertou apenas quatro de 14. O público na Oracle Arena tentou apoiar a equipe, mas em alguns momentos, refletindo seu nervosismo, se calou. Ao fim, o silêncio foi sepulcral.

Curry ficou sentado no banco por alguns minutos, enquanto se montava o palco para a entrega do troféu ao Cavaliers. Depois, o astro do Warriors passou por vários jogadores do Cavaliers para parabenizar LeBron, o herói da conquista do Cavaliers.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.