LNB
LNB

Delano Franco é eleito o novo presidente da Liga Nacional de Basquete

Empresário, que trabalhou no mercado financeiro e nos esportes olímpicos do Flamengo, fica no cargo por dois anos

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de dezembro de 2020 | 19h36

A Liga Nacional de Basquete tem um novo presidente. Nesta terça-feira, em assembleia geral realizada por vídeo conferência, os clubes elegeram Delano Franco por aclamação. O vice é Carlos Renato Donzelli. O mandato da nova presidência se inicia em 2021 e tem dois anos de duração.

Ambos são empresários e referências nas suas áreas de atuação, mas também carregam um histórico relevante de gestão no esporte nos últimos anos. Delano Franco foi CEO de multinacionais no mercado financeiro, como o Bank of New York Mellon - Brasil Asset Management e Brookfield Gestão de Ativos, e em 2019, assumiu o cargo de vice-presidente de esportes olímpicos do Flamengo.

"Fico muito honrado em ter sido escolhido presidente da Liga Nacional de Basquete para os próximos dois anos. A entidade é um case de sucesso em meio às dificuldades que marcam os esportes olímpicos no Brasil. Espero que, com a valiosa ajuda da diretoria e do conselho de administração da Liga, assim como seu excelente corpo técnico, consigamos galgar mais alguns degraus em nosso desenvolvimento, contribuindo para grandeza do basquete Brasileiro", afirmou Delano.

Já Carlos Donzelli é diretor executivo da holding do Grupo Luiza, composta por empresas que atuam nos setores de tecnologia, serviços financeiros e varejo e é o atual presidente do conselho do Sesi Franca Basquete, quando liderou o projeto de reestruturação financeira e administrativa do clube nos últimos anos. "A Liga Nacional de Basquete é fruto de um trabalho de abnegados que transformam todos os dias a paixão pelo basquete em trabalho de gestão e muito profissionalismo. Fico grato em fazer parte deste time e de poder ajudar de alguma forma", afirmou.

Delano Franco será o quarto presidente eleito da história da LNB. O primeiro foi Kouros Monadjemi, presidente durante os quatro primeiros anos da entidade (2008 a 2012), seguido por Cássio Roque (2013 a 2016) que, após quatro anos, deu seu lugar a João Fernando Rossi (2017 a 2018).

No último mandato presidencial da LNB (2019 - 2020), o primeiro presidente Kouros Monadjemi voltou a ser eleito pelos clubes, mas após o primeiro ano no cargo, pediu o afastamento e passou à liderança da entidade ao seu vice, Nilo Guimarães.

Por possuir um cargo de secretário de esportes na cidade de Mogi das Cruzes, um cargo público, Nilo encaminhou uma carta de renúncia para se licenciar dessa função, em novembro deste ano, e o ex-técnico Lula Ferreira assumiu a posição nos últimos dois meses do mandato. O supervisor do Sesi Franca foi nomeado à presidência por ser o integrante mais velho no Conselho de Administração da LNB, segundo consta no Estatuto da entidade.

"Todos os presidentes que passaram pela Liga se esforçaram muito para que os conceitos de gestão e união se mantivessem ao longo dos anos. Tirar a camisa dos clubes para sentar com todos os seus adversários na mesma mesa para tomar decisões em prol do basquete é algo que me orgulha e que faz da LNB um sucesso. Tenho certeza que a nova presidência vai continuar buscando essa unidade e a evolução da Liga", afirmou Lula Ferreira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.