Denver quer que Nenê anuncie qual é sua doença

Técnico da equipe, George Karl, acha manter o mistério só prejudica o que pivô brasileiro

Amanda Romanelli, O Estado de S. Paulo

14 de janeiro de 2008 | 20h18

O Denver Nuggets já pressiona o pivô Nenê Hilário para que ele torne público o seu problema de saúde. O atleta de 25 anos pediu afastamento do time por tempo indeterminando na última sexta-feira. O clube, por sua vez, respeitou, até então, o direito do atleta à privacidade, em obediência às leis norte-americanas. Mas parece estar desconfortável com as crescentes especulações - o Denver já informou que Nenê não está contundido. Veja também: Varejão torce e reza pela recuperação do amigo Nenê Pivô Nenê, dos Nuggets, fará cirurgia sigilosa nesta terça-feira  Nenê divulga nota agradecendo apoio dos fãs  "Eu acho que, em poucos dias, poderemos dar informações mais completas a todos", declarou o técnico dos Nuggets, George Karl, ao jornal Rocky Mountain News. "É que o Nenê é uma pessoa muito reservada. Mas, na minha opinião, uma vez que você vai à público, tudo termina ali. Quando você mantém o mistério, será sempre questionado." Karl também admite que o assédio da imprensa não terminará enquanto os reais motivos do afastamento de Nenê não forem divulgados. E encoraja um pronunciamento do atleta."Talvez seja difícil no começo, mas depois... A imprensa não desiste. E um dia você terá que falar a respeito." A informação de que Nenê seria submetido a uma cirurgia nesta terça-feira, em Denver, não foi confirmada pelo assessor de imprensa Samy Vaisman. O atleta ainda estaria passando por exames em busca de um diagnóstico mais preciso - o procedimento pode ser realizado ainda nesta semana. Os Nuggets, porém, já se preparam para ficar um longo período sem o camisa 31, conforme disse o técnico George Karl. "A situação é realmente grave."  A reportagem apurou que Nenê teve um tumor constatado. A informação foi divulgada a amigos da família pela mãe do atleta, Carmem, que vive em São Carlos, cidade natal do pivô, localizada no interior paulista.  Ao que tudo indica, os próprios parentes não sabem ao certo a natureza do tumor - se é maligno ou benigno - ou sua localização. Tal situação tem deixado a família consternada e em estado permanente de oração - todos são evangélicos.

Tudo o que sabemos sobre:
NBANenêDenver Nuggets

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.