USA Today Sports
USA Today Sports

Desde 2002 na NBA, Nenê celebra marca de 10 mil pontos

Atleta confirmou sua consolidada carreira na principal liga de basquete do mundo

O Estado de S.Paulo

27 de dezembro de 2016 | 12h27

A vitória do Houston Rockets por 131 a 115 sobre o Phoenix Suns, na noite de segunda-feira, foi especial para Nenê Hilário. O brasileiro atingiu e superou a emblemática marca de 10 mil pontos anotados na sua carreira em temporadas regulares da NBA, confirmando a sua consolidada carreira na principal liga de basquete do mundo.

"Primeiramente agradeço ao senhor Jesus Cristo pela graça, misericórdia e pela unção em fazer eu chegar aonde eu nunca imaginei, ter o que nunca tive e ser o que nunca pensei que fosse! Toda Glória seja dada a ti meu Deus e rei meu! Obrigado a minha família, meus amigos, meus companheiros de time e todos meus fãs por estar comigo nessa jornada", escreveu Nenê em publicação no seu perfil na rede social Instagram.

No duelo com o Suns, Nenê marcou cinco pontos, o que o levou a atingir a marca de 10.003 pontos. E os icônicos dez mil pontos foram alcançados com uma bela enterrada. Além disso, fechou o duelo em Houston com três rebotes, uma assistência e um toco nos 14 minutos em que permaneceu em quadra.

Além do Rockets, Nenê também já vestiu as camisas de Denver Nuggets e Washington Wizards na NBA. O brasileiro também se classificou nove vezes para os playoffs da NBA, já tendo marcado 689 pontos na pós-temporada da liga. Mas nunca foi campeão da liga, feito já atingido pelos brasileiros Leandrinho Barbosa e Tiago Splitter.

Veterano, Nenê vem sendo diversas vezes poupado pelo Rockets nesta temporada, a sua 15ª na NBA, onde estreou em 2002. O brasileiro tem médias de 17 minutos, 7,3 pontos e 3,7 rebotes por jogo pelo time de Houston, o terceiro colocado da Conferência Oeste.

Tudo o que sabemos sobre:
BasqueteNBANenê

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.