Kelley L. Cox/USA Sports Today
Kelley L. Cox/USA Sports Today

Desfalque do Cavaliers na final, Irving é operado com sucesso

Armador fraturou a rótula do joelho esquerdo na última quinta

Estadão Conteúdo

06 de junho de 2015 | 19h32

O armador Kyrie Irving passou por cirurgia neste sábado. Ele precisou ser submetido a um procedimento no joelho esquerdo depois de fraturar a rótula no jogo 1 da final da NBA, na última quinta-feira. A lesão do jogador do Cleveland Cavaliers o deixará afastado do restante da série diante do Golden State Warriors.

"O armador do Cavaliers Kyrie Irving passou por cirurgia de sucesso na manhã de sábado em Cleveland, na Clínica Cleveland. A cirurgia foi feita pelos médicos do Cavaliers, Richard Parker e Damien Billow. James Rosneck assistiu", informou a franquia em comunicado.

Irving sofreu a lesão já na prorrogação do jogo 1, em Oakland, vencido pelo Cavaliers por 108 a 100. O jogador tentava uma infiltração, quando seu joelho chocou com o de Klay Thompson e ele foi ao chão. Com muitas dores, foi para os vestiários mancando e no dia seguinte imagens do seu joelho inchado circularam pela internet.

A expectativa de tempo de recuperação é de três a quatro meses, o que significa que Irving ficará afastado do basquete até a próxima temporada. O jogador já havia sofrido com outros problemas no joelho e no tornozelo ao longo da temporada e, agora, deve ser substituído por Matthew Dellavedova na final.

A contusão de outro dos principais nomes do Cavaliers - Kevin Love já estava fora da temporada por um problema no ombro - foi bastante lamentada pelo maior astro da equipe, LeBron James. O jogador, no entanto, lembrou que o time já aprendeu a jogar sem Irving, justamente por conta das muitas lesões do armador. "O lado bom é que já estivemos nessa posição antes. Então, o substituto e os jogadores estarão prontos para o desafio", garantiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.