Rick Scuteri/AP
Rick Scuteri/AP

Dono do Phoenix Suns ameaça mudar time para Seattle ou Las Vegas

Robert Sarver quer uma concessão de US$ 230 milhões para melhorias na arena da franquia

Des Bieler – The Washington Post, O Estado de S.Paulo

15 de dezembro de 2018 | 04h30

Os Suns são a mais antiga equipe esportiva profissional de Phoenix - mas talvez não por muito tempo. Seu dono, Robert Sarver, estaria ameaçando levar a equipe da NBA para Seattle ou Las Vegas antes de a câmara municipal local votar uma concessão de US$ 230 milhões para melhorias na arena da franquia.

Laurie Roberts, do jornal Arizona Republic, informou na quarta-feira que um vereador, não identificado, disse a ela: “Saver está falando em mudar se o time não receber a arena renovada. Ele falou em duas possíveis cidades: Vegas e Seattle”.

Ed Zuercher, administrador municipal de Phoenix, disse que não considera a fala de Saver “uma ameaça”, mas um reflexo das discussões da diretoria do Suns sobre as opções existentes. “Robert nunca fez ameaças. Ele apenas me disse que há outras cidades interessadas em ter equipes da NBA”.

Seattle não tem um time da NBA desde que o SuperSonics mudou-se para Oklahoma City, em 2008, passando a se chamar Thunder. Já a Liga Nacional de Hóquei no Gelo (NHL) premiou recentemente Seattle com a franquia de uma nova equipe, que começará a jogar na temporada de 2020-21. Dois anos atrás, a NHL fez o mesmo por Las Vegas. O time local de hóquei, Golden Knights, fez uma arrasadora campanha nas finais da Stanley Cup deste ano.

O Golden Knights é a primeira grande equipe esportiva profissional a chamar Las Vegas de casa. Em breve, porém, os Raiders, da Liga Nacional de Futebol Americano (NFL) vão se juntar a eles: mudam-se de Oakland antes da temporada de 2020. A equipe de hóquei treina na T-Mobile Arena, inaugurada em 2016.

Na semana passada, a câmara municipal de Seattle aprovou verba de US$ 700 milhões para renovação da Key Arena, que tem 52 anos. Vereadores acreditam que o projeto signifique o breve retorno da NBA à cidade.

As instalações de o Suns, Talking Stick Resort Arena, foram inauguradas em 1992 como America West Arena, passando por obras de reforma em 2003. O custo estimado do atual projeto de reforma ficará entre a cidade de Phoenix (US$ 150 milhões) e o clube de Saver (US$ 80 milhões). O Suns terá ainda que se comprometer a construir uma nova instalação para treinos na área. Segundo o Arizona Republic, o contrato de leasing por 40 anos que o Suns assinou em 1992 inclui uma cláusula que permite ao inquilino sair depois de 30 anos,se a arena for considerada “obsoleta”.

A câmara municipal de Phoenix deveria votar o acordo na quarta-feira, 12, o que manteria o Suns no local pelo menos até 2037. Os vereadores, porém, decidiram adiar a votação ao constatar que o “sim” poderia não ver votos suficientes. Uma nova votação foi marcada para janeiro. Durante o período de adiamento, a comunidade poderá opinar sobre o projeto.

Pesquisa recente de uma empresa local de análise de dados mostrou que apenas 20% dos eleitores da área são favoráveis ao acordo. Ao mesmo tempo, grande parte da torcida do Suns não gosta de Robert Sarver, que fez fortuna com bancos e desenvolvimento imobiliário. Desde que ele assumiu o comando do Suns, a franquia passou de um dos times mais bem-sucedidos da NBA a lanterninha contumaz. 

TRADUÇÃO DE ROBERTO MUNIZ

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.