Duas partidas abrem nesta terça-feira a temporada da NBA

As estrelas da NBA estão de volta! Sem mexer no time, o atual campeão Miami Heat, do gigante Shaquille O?Neal, inicia nesta terça-feira, em casa, a temporada 2006/2007 contra o Chicago Bulls, que aposta na força do pivô Ben Wallace para ir além da primeira rodada dos playoffs da Conferência Leste - nas duas últimas temporadas, o ex-time de Michael Jordan foi eliminado do torneio na mesma fase. Quem também entra em ação na abertura do torneio, o mais importante do basquete profissional, é o Phoenix Suns, do armador brasileiro Leandrinho Barbosa. Seu time joga fora de casa, contra o Los Angeles Lakers, de Kobe Bryant, que pode não jogar por ainda estar se recuperando de uma cirurgia no joelho durante as férias. Com exceção do Miami Heat, as equipes agitaram o mercado da liga profissional norte-americana de basquete. Antes de deixar o Detroit Pistons, Ben Wallace disse que não trocaria seu time por um que não fosse candidato ao título desta temporada. Aos 30 anos, o jogador, que já foi eleito quatro vezes como o melhor defensor da NBA, está animado por fazer parte de ?uma equipe jovem?. Fechou um contrato de US$ 60 milhões (R$ 128 milhões) por quatro anos, o que daria a bolada de R$ 32 milhões por temporada. Outra transferência bastante comentada foi a do sérvio Peja Stojakovic, que trocou o Indiana Pacers pelo New Orleans Hornets. O ala será titular do time, depois de sete anos consecutivos no Sacramento Kings e alguns jogos na temporada passada pelos Pacers. Com a contratação de Peja, o brasileiro Marcus Vinícius, escolhido no draft - uma espécie de vestibular da categoria -, terá de ter paciência para ganhar espaço na equipe. Marcus Vinícius reforça a comunidade brasileira que atua na badalada liga dos EUA. Além dele e de Leandrinho, há ainda Anderson Varejão (Cleveland Cavaliers), Nenê Hilário (Denver Nuggets) e Rafael Baby Araújo (Utah Jazz). Entre os estrangeiros, destaque para o Toronto Raptors. O time investiu em atletas europeus - valorizados após a conquista inédita da Espanha no Mundial. Da seleção campeã mundial, o técnico do time canadense, Sam Mitchell, trouxe o ala/pivô Jorge Garbajosa e o armador José Calderon, além do ala/pivô italiano Andrea Bargnani, que foi o primeiro escolhido no draft. Todos eles chegam com muita moral. Os primeiros jogos da temporada 2006/2007, no entanto, podem ser marcados pela ausência de algumas estrelas. Esse é o caso de Kobe Bryant, que ainda se recupera de cirurgia no joelho direito. Ele foi o cestinha do Los Angeles Lakers na última edição do torneio e surpreendeu ao bater seu recorde pessoal, quando marcou 81 pontos na partida contra o Toronto Raptors, em janeiro. Enquanto as bruxas assombram as estrelas da competição, Nenê Hilário comemora sua boa forma após longa recuperação de cirurgia no joelho direito, realizada no fim do ano passado, por ruptura de ligamentos. Ele teve atuações destacadas na pré-temporada e está de volta, prometendo levar o Denver Nuggets a uma boa campanha na NBA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.