Sue Ogrocki/AP
Sue Ogrocki/AP

Durant descarta apressar volta às quadras após operação

Eleito o jogador mais valioso da última temporada da NBA, ala precisará ficar ao menos cinco semanas sem atuar pelo Thunder

Estadão Conteúdo

22 de outubro de 2014 | 10h00

O ala Kevin Durant, do Oklahoma City Thunder, admitiu que tem passado momentos difíceis enquanto tenta se acostumar com o fato de que vai perder o início da temporada 2014/2015 da NBA por causa de uma fratura no pé direito. "Eu estou ansioso desde que saí da operação", disse. "Eu vi a partida Chicago x Cleveland e queria estar lá para jogar. Como competidor amo jogar basquete. Uma lesão nunca me tirou do jogo por tanto tempo, mas é parte do esporte".

Eleito o jogador mais valioso do último campeonato da NBA, Durant realizou na última quinta-feira uma cirurgia e precisará ficar ao menos cinco semanas afastado das quadras. Durant disse que nunca tinha sido operado, assim não sabe como vai reagir, mas destacou que não acelerará o seu retorno. "Felizmente isso aconteceu no início da temporada, por isso espero me recuperar e em dezembro estar pronto para jogar", disse.

Enquanto isso, Durant vai buscar outras maneiras de contribuir para o Thunder. "Eu tento ajudar o máximo possível, ser um líder no banco", afirmou. "É uma posição diferente para mim, mas espero ganhar mais conhecimento ao ver os jogos e aprender com os meus colegas".

Durant disse que esta situação representa uma oportunidade para o crescimento dos seus colegas e acredita que, a longo prazo, isso será benéfico ao Thunder. "Isso lhes dará a oportunidade de jogar, ganhar confiança, ter química como equipe", disse. "Eu estou vendo o lado bom de tudo, é uma situação para ganhar, porque eu aprendo muito enquanto estou fora e meus companheiros recebem oportunidades".

Sem Durant, o Thunder vem sofrendo na pré-temporada da NBA e acumula duas vitórias e cinco derrotas. O último desses tropeços foi na noite de terça-feira, em casa, na Chesapeake Energy Arena, quando o time perdeu por 105 a 91 para o Utah Jazz. Perry Jones marcou 20 pontos, enquanto Russel Westbrook somou 14 pontos e 11 assistências pelo time de Oklahoma. Enes Kanter anotou 27 pontos pelo Jazz e foi o cestinha do amistoso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.