Noah K. Murray/USA Today Sports
Noah K. Murray/USA Today Sports

Embiid volta, provoca expulsões, mas comanda triunfo do 76ers contra os Nets

Ausente no jogo 3, camaronês anota 31 pontos e pega 16 rebotes na vitória por 112 a 108, a terceira na série

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de abril de 2019 | 20h18

O Philadelphia 76ers contou com o retorno do seu principal jogador para ficar muito próximo de garantir vaga na semifinal dos playoffs da Conferência Leste da NBA. Neste sábado, Joel Embiid retornou ao time após perder o jogo 3 da série contra o Brooklyn Nets e, fora de casa, comandou uma tensa virada obtida nos minutos finais por 112 a 108, com direito a "double-double", briga e expulsões.

O camaronês já iniciou a pós-temporada se ressentindo de problemas físicos. Com uma lesão no joelho, ele praticamente não treina antes dos jogos, faz apenas tratamento para poder entrar em quadra. Ele, inclusive, não teve condições de entrar em quadra na última quinta-feira, primeiro dos dois confrontos seguidos em Nova York.

O pivô, então, começou o jogo 4 dividindo minutos com Greg Monroe, quem o substituiu na partida anterior, e Boban Marjanovic. Os dois, no entanto, pouco fizeram ofensivamente e os Nets conseguiram abrir uma curta vantagem no primeiro quarto, se mantendo seis pontos acima na ida ao intervalo com 63 a 57 no placar.

Na volta dos vestiários, porém, Philadelphia retornou diferente. E a mudança passou pelo pivô camaronês. Mais agressivo, ele começou a se destacar no ataque e a defesa do time visitante acompanhou seu ímpeto, diminuindo a desvantagem em alguns pontos.

Embiid, no entanto, passou do ponto em dado momento. A sete minutos do fim do terceiro quarto, ele tentou dar toco em Jarrett Allen, dos Nets, e acertou um tapão no rival, que caiu. O ala Jared Dudley, outro que retornava após lesão, tomou as dores do companheiro de equipe e partiu para cima do camaronês. Jimmy Butler, então, defendeu o parceiro do Sixers, empurrando o rival, e a confusão se formou.

Após analisarem o lance, os árbitros decidiram expulsar Butler e Dudley do lance, e marcaram uma falta flagrante no camaronês. A partir dali, no entanto, o time da casa sentiu mais a falta do seu veterano que a equipe visitante. Isso porque, com mais liberdade no ataque, Embiid começou a levar o time nas costas.

O camaronês anotou 12 pontos no último quarto e terminou a partida com 31 pontos e 16 rebotes, além de sete assistências e seis tocos em pouco mais de 31 minutos dentro de quadra. O ala Tobias Harris anotou 24 pontos e o armador Ben Simmons contribuiu com outros 15.

Pelo lado do Brooklyn Nets, O ala-armador Caris LeVert anotou 25 pontos, seguidos de 21 do armador D'Angelo Russel, que está devendo na série. Com 3 a 1 desfavorável na série, o time de Nova York fica em situação difícil: vai à Filadélfia sem poder perder mais nenhuma vez se ainda quiser se classificar para a semifinal da Conferência Leste. As duas equipes voltam à quadra na próxima terça-feira, às 21 horas (de Brasília), no jogo 5 desta série.

NUGGETS EMPATAM SÉRIE

Outro time que venceu em outro duelo dos playoffs já encerrado neste sábado foi o Denver Nuggets, que derrotou o San Antonio Spurs, fora de casa, por 117 a 103, e empatou em 2 a 2 a série melhor de sete jogos deste confronto válido pelas quartas de final da Conferência Oeste.

O sérvio Nikola Jokic, cestinha do jogo, com 29 pontos, e ainda assegurando um "double-double" ao apanhar 12 rebotes, foi o grande nome da partida. Jamal Murray, com 24 pontos, se destacou também pelos visitantes.

Já pelos Spurs, o principal nome ofensivo foi LaMarcus Aldridge, com 24 pontos, enquanto DeMar DeRozan fez outros 19. O próximo duelo desta série acontece na terça-feira, às 17 horas (de Brasília), em Denver.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.