Divulgação
Divulgação

Ênio Vecchi deixa o comando do Palmeiras/Meltex

Treinador continua no clube como coordenador técnico de basquete trabalhando com as categorias de base

Marcius Azevedo, O Estado de S.Paulo

03 Dezembro 2013 | 09h16

SÃO PAULO - O Palmeiras/Meltex tem novo técnico. Após pouco mais de cinco meses e sem conseguir resultados expressivos, Ênio Vecchi deixa o comando da equipe. A decisão foi tomada em reunião na noite de segunda-feira e será oficializada nesta terça. Na 12ª colocação do NBB, com 2 vitórias e 4 derrotas, o Palmeiras agora terá Hebert Coimbra como treinador. Conhecido como Betão, ele trabalhou nas categorias de base do clube alviverde até se tornar recentemente auxiliar de Ênio Vecchi no profissional.

A estreia será na quinta-feira, às 20h, no ginásio do Palestra Itália, contra Franca, pelo NBB. Coincidentemente, Betão vai reencontrar Lula Ferreira, que foi o seu treinador em 1992, no próprio Palmeiras. A diretoria espera que Betão, que tem um estilo disciplinador, possa mexer com o grupo para iniciar uma reação - o time perdeu os dois últimos jogos (Basquete Cearense e Mogi das Cruzes) - e não acabar fora dos playoffs. Hoje, o Palmeiras está no limite da zona de classificação.

"Me sinto feliz pela confiança da diretoria. Poder dirigir um clube grande como o Palmeiras, além de ser uma responsabilidade enorme, é muito motivador para um profissional. Confio nos jogadores e tenho certeza que o mais importante nesse momento é ter uma sintonia fina com eles”, disse Betão.

Apesar de não ser mais o treinador do profissional, Ênio Vecchi continua no Palmeiras. Agora ele será o coordenador técnico do basquete, trabalhando com diversas categorias, do Sub-12 até o Sub-19. "Estávamos buscando um coordenador técnico e o Ênio Vecchi, com toda a sua experiência, foi convidado para assumir esse cargo, enquanto é oportuna a escolha do Betão como treinador, já que conhecemos o seu potencial e ele, além de realizar um trabalho de grande prestígio nas categorias de base do clube, e tem experiência em equipes do adulto também", afirmou Siro Casanova, diretor de basquete do Palmeiras.

Em sua curta passagem pelo Palmeiras, o treinador visitou a redação do Estado

Mais conteúdo sobre:
BasquetePalmeiras/MeltexNBB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.