Fiba/Divulgação
Fiba/Divulgação

EUA arrasam Nigéria e vão à semifinal do Mundial Feminino de Basquete

Americanas venceram por 71 a 40 e vão enfrentar a Bélgica por vaga na decisão

Estadão Conteúdo

28 de setembro de 2018 | 22h06

A seleção norte-americana feminina de basquete confirmou o favoritismo e avançou às semifinais do Campeonato Mundial nesta sexta-feira. Nove vezes campeã do torneio, a equipe passou com tranquilidade pela Nigéria por 71 a 40, em Tenerife, na Espanha, e ficou a duas partidas do décimo título.

Atuais bicampeões mundiais, os Estados Unidos são os grandes favoritos para a conquista. Nesta sexta, porém, levaram um verdadeiro susto diante da Nigéria e saíram do primeiro quarto perdendo por 17 a 9. Já no segundo período, porém, a seleção buscou a virada. E no segundo tempo, arrancou para um triunfo tranquilo.

Breanna Stewart, MVP (Jogadora Mais Valiosa) e campeã da última temporada da WNBA com o Seattle Storm, foi a cestinha da partida, com 19 pontos. A reserva A'Ja Wilson ainda contribuiu com 11. Pelo lado nigeriano, destaque para os oito pontos de Evelyn Akhator e Ezinne Josephine Kalu.

Com o resultado, os Estados Unidos vão enfrentar na semifinal a Bélgica, neste sábado. A equipe europeia encarou a França e venceu até com relativa facilidade, por 86 a 65. Emma Meesseman, com 16 pontos e nove rebotes, foi o destaque da vitória belga.

Do outro lado da chave, a Austrália garantiu vaga nas semifinais ao arrasar a China por 83 a 42, com 20 pontos e nove rebotes de Liz Cambage. Agora, vai encarar o time da casa, a Espanha, que passou nesta sexta pelo Canadá por 68 a 53. Astou Ndour foi a cestinha da partida, com 16 pontos.

Vale lembrar que a seleção brasileira sequer se classificou para este Mundial. Após campanha pífia nas Eliminatórias, a equipe campeã em 1994 ficou de fora do torneio pela primeira vez desde 1959.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.