Ex-astro da NBA, Arenas faz comentários sexistas e gera revolta da WNBA

Gilbert Arenas foi um dos melhores jogadores da NBA no início dos anos 2000, mas além do talento em quadra, ficou marcado pelas polêmicas fora dela. Na principal delas, sacou uma arma no vestiário durante discussão com um companheiro de Washington Wizards. Agora, o ex-jogador voltou a aparecer como protagonista de uma controvérsia, ao usar as redes sociais para dar uma opinião bastante sexista e preconceituosa.

Estadão Conteúdo

17 de dezembro de 2015 | 09h58

Em sua página no Instagram, Arenas reproduziu um vídeo com duas mulheres jogando basquete usando apenas calcinha e sutiã. Na legenda, escreveu: "Então, era isto que a América estava esperando quando anunciaram a criação da WNBA lá em 1996".

"Não queríamos um monte de garotas correndo como se fossem membros do elenco de Orange Is The New Black", continuou, citando uma série que se passa em um presídio norte-americano. "Não me entendam mal, até tem algumas gracinhas, mas há muitas feiosas."

Arenas ainda fez referência e elogiou uma jogadora em especial, a armadora Skylar Diggins, do Tulsa Shock, mas não por sua qualidade em quadra. "Se a Skylar Diggins jogasse assim (como as mulheres do vídeo), não ligaria se ela perdesse uma bandeja ou duas. Compraria ingressos para a temporada, e nem sei onde fica Tulsa", escreveu.

Como não poderia deixar de ser, os comentários de péssimo gosto do ex-jogador geraram repercussão na WNBA, e a liga se manifestou através de nota oficial. Nela, fez questão de mostrar repúdio às "repugnantes" declarações de Arenas e exaltar a força das jogadoras.

"Os comentários de Gilbert Arenas são repugnantes, totalmente desrespeitosos e errados. Jogadoras da WNBA são fortes, talentosas e determinadas pessoas que dão tudo em quadra e servem como modelos inspiradores para milhões ao redor do mundo. Elas deviam ser celebradas por seus feitos, não desrespeitadas por insultos ignorantes", diz o comunicado.

O próprio Arenas mostrou que já sabia do teor preconceituoso de seus comentários ao se "prevenir" contra possíveis críticas. "Se você pensa que isto é sexista, é porque tem 90% de chance de você ser a feia, e a gente não pagou para ver você jogar", escreveu o jogador para completar sua infeliz manifestação.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteGilbert ArenassexismosWNBA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.