Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Ex-jogadores dão apoio a Lula no basquete

Pela segunda vez consecutiva, a Seleção Brasileira masculina de Basquete não vai aos Jogos Olímpicos (a próxima edição é em 2004, em Atenas). Com três vitórias e cinco derrotas, encerrou a sua participação no Torneio Pré-Olímpico, na cidade de San Juan, em Porto Rico em sétimo lugar, atrás de Estados Unidos, Argentina, Canadá, Porto Rico, Venezuela e México.O ex-jogador Marcel foi sincero: "O Brasil treinou bastante, mas não o suficiente para ganhar das grandes potências. Faltou treinamento apropriado." As derrotas, por diferença de uma ou duas cestas, segundo ele, não podem ser justificadas como "detalhes" (definição do técnico Aloísio Ferreira, o Lula). "Se perderam por detalhes é porque houve erros, que precisam ser consertados. Os ataques foram previsíveis, e a defesa deu chance às equipes de penetrarem", analisou.Marcel não gosta de fazer comparações com o time de sua época, mas admite que, embora não houvesse jogadores atuando na NBA e na Europa (com exceção de Oscar Schmidt), como agora, os atletas estavam mais preparados. "O time atual tem muitos talentos, só que os jogadores treinam pouco tempo juntos." Não atribui a desclassificação a Lula, que "trouxe à Seleção o jeito brasileiro de jogar." Oscar concorda com Marcel: "confio muito no Lula. Em pouco tempo ele fez a Seleção evoluir em alguns pontos, crescemos mais com ele do que nos últimos anos", disse Oscar.Para o "Mão Santa" essa geração "é de muito futuro, talento e tem tudo para explodir em dois, três anos", e não pode ser queimada nunca. Oscar diz mais que "fiquei triste por saber que o basquete masculino ficará mais uma vez sem disputar uma Olimpíada. Esse time é jovem, ainda tem muito a melhorar. O trabalho feito pelo Lula não pode ser interrompido. Agora, "a equipe tem de pensar na Olimpíada de Pequim/2008 e trabalhar para não ficar de fora outra vez."

Agencia Estado,

29 de agosto de 2003 | 19h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.