Divulgação
Divulgação

Ex-pivô Lígia Maria morre aos 41 anos vítima de câncer

Com passagens pela seleção brasileira, ex-atleta atuou durante muitos anos em Ourinhos, cidade em que morreu nesta quinta-feira

Estadão Conteúdo

19 de fevereiro de 2015 | 13h42

A Confederação Brasileira de Basquete informou nesta quinta-feira a morte da ex-jogadora da seleção Lígia Maria. A ex-pivô tinha 41 anos, não resistiu a um câncer e teve o óbito declarado na cidade de Ourinhos, onde atuou durante boa parte da carreira e fixou residência.

Lígia Maria integrou a seleção brasileira em 1993, com a geração que viria a ser campeã mundial no ano seguinte. O único título da ex-pivô com a camisa do País, no entanto, foi o Sul-Americano de Cochabamba, na Bolívia. Na ocasião, ela atuou ao lado de nomes renomados, como Alessandra, Cíntia Tuiu, Claudinha, Helen Luz, Janeth, Marta Sobral e Silvinha.

Foi também ao lado de boa parte destas jogadoras que ela conquistou uma Copa América e um Mundial da categoria juvenil. Ao longo da carreira, Lígia Maria defendeu as equipes da Associação Barbarense (SP), Minercal (SP), BCN (SP), Ponte Preta (SP), Goiânia (GO), Bauru (SP), Vila Nova (GO), América (RJ), Catanduva (SP) e Ourinhos (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteLígia Mariamorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.