Familiares se recusam a revelar condição do jogador Lamar Odom

Encontrado desacordado em um bordel em Nevada na noite da última terça-feira, o ex-jogador da NBA Lamar Odom segue internado em um hospital da região. O atleta de 35 anos, dono de dois títulos da principal liga de basquete do mundo, já recebeu a visita de familiares, que preferiram não revelar seu quadro de saúde.

Estadão Conteúdo

15 de outubro de 2015 | 20h40

A condição de Odom, aliás, é um verdadeiro mistério. Até o momento, nem o hospital e nem a NBA se pronunciaram sobre o assunto. Inicialmente, o estado foi resumido como "grave". Sua avó, Florence Odom, se recusou a dar qualquer detalhe e alegou estar aflita com as especulações que vem acompanhando na imprensa. O pai, Joe, também refutou comentar o assunto ao afirmar que as informações são confidenciais.

O único que visitou o jogador até o momento e deu algum detalhe sobre seu estado de saúde foi o reverendo Jesse Jackson. Ainda assim, o religioso limitou-se a dizer que Odom respirava por aparelhos.

Em meio ao mistério, a polícia também tenta entender melhor o que aconteceu na noite de terça-feira e, por isso, revelou nesta quinta que vai reconstruir a visita de Odom ao bordel em que foi encontrado, e onde gastou US$ 75 mil (cerca de R$ 285 mil). "Vamos olhar toda a situação, como ele, de fato, chegou onde está agora", disse a xerife do condado de County, Sharon Wherly.

Odom foi encontrado desacordado no bordel Love Ranch, onde estava festejando por cerca de três dias, segundo relatos. Ele tinha substâncias líquidas saindo da boca e do nariz. De acordo com os presentes, o jogador teria ingerido uma erva com o mesmo efeito do Viagra e usado drogas.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteLamar Odom

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.