Fiba investiga Austrália por suposta 'entrega' para Angola

Seleção australiana, ao terminar a primeira fase em terceiro lugar, escapou de duelo contra os Estados Unidos e acendeu polêmica

Estadão Conteúdo

08 Setembro 2014 | 09h45

A participação da seleção da Austrália no Mundial de Basquete se encerrou com a derrota para a Turquia por 65 a 64 no último domingo, mas a equipe ainda pode ser punida por seu comportamento em uma partida. Afinal, nesta segunda-feira, a Federação Internacional de Basquete (Fiba) anunciou a abertura de um processo disciplinar para investigar a forma como a equipe perdeu para Angola por 91 a 83.

A seleção australiana era considerada ampla favorita no confronto, disputado na última quinta-feira, mas acabou sendo derrotada, o que a levou a ficar na terceira colocação no Grupo D, disputado em Las Palmas, do Mundial. Há a suspeita de que a Austrália facilitou o triunfo angolano com a intenção de escapar de um eventual confronto com a seleção dos Estados Unidos, que só poderia acontecer nas semifinais com a derrota.

A acusação, inclusive, foi realizada por rivais da Austrália no Mundial, caso do esloveno Goran Dragic. A sua seleção ficou em segundo lugar no Grupo D, avançou às quartas de final com uma vitória sobre a República Dominicana e agora vai disputar uma vaga nas semifinais com os Estados Unidos.

Já a Austrália, que foi eliminada com a derrota para a Turquia, vai apresentar a sua defesa antes da Fiba decidir se punirá e qual sanção disciplinar será adotada em razão do comportamento dos seus jogadores na derrota para a seleção angolana.

Mais conteúdo sobre:
basqueteMundialFibaAustrália

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.