Jonne Roriz|Estadão
Jonne Roriz|Estadão

Filho de Hélio Rubens, Helinho é anunciado como novo técnico do Franca

Aos 41 anos, ex-armador assume nova função no time que já atuou

Agência Estado, Estadão Conteúdo

13 de maio de 2016 | 19h32

A família Garcia está de novo no comando do Franca Basquete, mais vitorioso clube da história da modalidade no Brasil. Nesta sexta-feira, o ex-armador Helinho, de 41 anos, foi anunciado como técnico do time para a temporada 2016-2017. Ele é filho de Hélio Rubens, símbolo do Franca primeiro como jogador, depois como treinador.

Criado em 1959, ainda como Clube dos Bagres, o Franca surgiu no cenário nacional com os irmãos Hélio Rubens, Toto e Fransérgio Garcia. Mais de meio século depois, a família segue influente na capital do basquete brasileiro. Hélio Rubens voltou à cidade após ser demitido pelo Uberlândia e Helinho, antes de assumir como treinador, vinha trabalhando como gerente-executivo.

Era senso comum, entretanto, que mais cedo ou mais tarde o heptacampeão brasileiro (tetra pelo Franca) assumiria como treinador. Isso foi possível agora que Lula Ferreira, técnico que fez história em Ribeirão Preto e estava há quatro anos no comando do Franca, trocou de cargo com Helinho e passará a ser o manager do clube, sendo o responsável pelas áreas administrativas, educativas e sociais da entidade.

"Para mim é uma honra enorme, além de uma responsabilidade muito grande. Eu tenho consciência do quanto é importante ser técnico da maior equipe de basquete do Brasil. Sei o peso dessa tradição, ainda mais por ser um time com uma história de mais de 60 anos ininterruptos e com apenas cinco treinadores em seu comando. Estou orgulhoso de ser a sexta pessoa a assumir esse cargo", afirmou.

Pedro Murilla Fuentes, o Pedroca, foi treinador do Franca desde o Escola Torquato Caleiro, onde o projeto começou na década de 1950, até 1981. Depois, Hélio Rubens comandou o time por 20 anos, voltando entre 2005 e 2012. Nesse meio tempo, Franca teve Daniel Abrão Wattfy e Chuí como treinadores. Lula Ferreira foi o quinto da lista.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.