Flamengo arrasa Pinheiros e demonstra todo o seu poder na Liga Sul-Americana

Equipe paulista vai disputar com Brasília a última vaga disponível no Final Four nesta quinta-feira

O Estado de S. Paulo

29 de novembro de 2012 | 00h06

SÃO PAULO - Na Liga Sul-Americana de basquete está sendo demonstrada como se situa a atual relação de forças da modalidade. Conforme se imaginava assim que o supertime do Flamengo foi montado, o poderio da equipe comandada pelo técnico Neto é acachapante. Nesta quarta-feira, na segunda rodada do Grupo F, no Pinheiros, o Rubro-Negro superou a equipe paulista, atual campeã estadual, por 107 a 77.

 

O Pinheiros perdeu o armador argentino Figueroa, o ala-pivô Olivinha e o ala Marquinhos. Trouxe reforços, mas a reposição não foi à altura. O time carioca já está classificado para o quadrangular final, que será disputado em Corrientes, na Argentina, de 4 a 6 de dezembro. As equipes argentinas do Corrientes e do Peñarol de Mar del Plata já estão classificadas.

 

Nesta quinta-feira, Pinheiros e Brasília duelam pela última vaga no Final Four, a partir da 22h10, no mesmo ginásio do Pinheiros. A equipe paulista precisará juntar seus cacos e reunir o grupo. No final do último quarto, durante a derrota para o Fla, as câmeras do SporTV mostraram uma discussão ríspida entre o ala norte-americano Shamell e o treinador Claudio Mortari.

 

Na primeira rodada do Grupo F, o Brasília já havia provado a força do Fla, com derrota por 92 a 82. Na abertura da rodada, às 20h10, o Fla enfrenta o já eliminado Tiburones de Vargas, da Venezuela, que estão "desdentados" após perderem jogadores importantes durante a campanha do campeonato venezuelano.

 

No jogo entre Pinheiros e Flamengo, o time carioca teve vários destaques. Ex-Pinheiros, Marquinhos anotou 19 pontos pelo time carioca, enquanto Olivinha contribuiu com 15, além de sete rebotes. No terceiro quarto, Vítor Benite teve papel-chave quando anulou o esforço adversário para buscar a reação. Sem mostrar jogadas trabalhadas, o Pinheiros tentou se manter no páreo com um repertório de uma nota só, os arremessos de três pontos, mas foi incompetente para encestar.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.