Divulgação
Divulgação

Flamengo bate Pinheiros e, de forma invicta, conquista a Liga das Américas

Equipe vence por 83 a 76 e está classificado para o Mundial de Clubes

O Estado de S. Paulo

22 de março de 2014 | 22h54

RIO DE JANEIRO - O Flamengo é o novo campeão da Liga das Américas de Basquete. Contando com o apoio da torcida e com a experiência de seus jogadores, a equipe bateu o Pinheiros por 83 a 76 no Ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro e, de forma invicta, conquistou o titulo. Com isso, a equipe se classificou para o Mundial de Clubes.

Inspirado pelo ídolo Oscar Schmidt, que atuou no Flamengo no final de sua carreira e foi homenageado antes da partida e empolgado com o apoio do público presente no ginasio, a equipe carioca começou o jogo melhor e, abusando das bolas de três, terminou o primeiro quarto com dez pontos de vantagem. Na segunda parcial, o Pinheiros melhorou a marcação e chegou até a assumir a liderança no placar, porém, não resistiu e foi para o intervalo perdendo por 46 a 40.

Na volta para o segundo tempo, o panorama mudou e as duas equipes passaram a errar demais. Melhor para o time de São Paulo, que em dia inspirado do armador Shamell nas bolas de três e se apoiando no seu banco de reservas, terminou o período perdendo por apenas um ponto. O placar permaneceu equilibrado até os últimos minutos do jogo, quando o Flamengo conseguiu uma boa sequência de pontos, entre eles uma belíssima enterrada do ala Marquinhos que animou a torcida. O Pinheiros ainda tentou uma reação, mas já era tarde demais.

O destaque do título do Flamengo, que venceu os oito jogos que disputou na competição, foram os alas Marquinhos e o experiente Marcelinho Machado, eleito o MVP (jogador mais valioso) do torneio. Pelo Pinheiros, Shamell foi o grande cestinha do jogo, com 25 pontos.

Com a conquista do Flamengo, a primeira do clube na competição, o Brasil iguala a Argentina no número de conquistas na Liga das Américas. Cada um dos países possui três títulos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.