Divulgação
Divulgação

Flamengo domina votação de Jogo das Estrelas do NBB

Os cinco titulares do clube carioca acabaram sendo os mais votados em suas respectivas posições

Agencia Estado

18 de março de 2009 | 13h28

O Flamengo dominou a eleição para o Jogo das Estrelas do Novo Basquete Brasil (NBB), marcado para o próximo domingo, no Ginásio do Maracanãzinho. A votação terminou na noite de terça-feira, e os cinco titulares do clube carioca acabaram sendo os mais votados em suas respectivas posições.

Com isso, Hélio, Duda, Marcelinho, Jefferson e Baby, todos do Flamengo, irão se juntar a Nezinho (Limeira), Williams (Joinville), Arthur (Brasília), Alexandre Olivinha (Pinheiros) e Drudi (Franca), que ficaram em quarto lugar na votação. O outro time, com os segundos e terceiros colocados, terá Valtinho (Brasília), Manteiguinha (Joinville), Felipinho (Cetaf), Alex Garcia (Brasília), Marquinhos (Pinheiros), Shamell (Limeira), Felipe (Franca), Shilton (Joinville), Fiorotto (Limeira) e Murilo (Minas).

A pré-lista, com seis atletas de cada posição e cinco treinadores, foi determinada pelos técnicos de 12 equipes participantes do NBB. Através do site oficial da Liga Nacional de Basquete (LNB), os torcedores puderam votar em quatro atletas de cada posição, definindo 20 jogadores para a partida.

Entre os cinco técnicos indicados, Lula Pereira (Brasília) e Chuí (Araraquara) foram os escolhidos para serem os assistentes de Hélio Rubens (Franca) e Cláudio Mortari (Pinheiros) no comando das equipes para o Jogo das Estrelas. Os dois técnicos haviam sido indicados previamente por serem os dois mais experientes do NBB.

Seguindo os moldes do All-Star Weekend da NBA, o evento brasileiro também contará com um torneio de arremessos de três pontos e um campeonato de enterradas. Para o campeonato de arremessos, Felipinho (Cetaf), Fisher (Bauru), Dedé (Paulistano), Jefferson (Flamengo), Neto (Araraquara) e Eddy (Saldanha da Gama) participarão da competição, depois de terem tido bom aproveitamento nas seletivas da semana passada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.