Fiba/Divulgação
Fiba/Divulgação

Flamengo é superado pelo Quimsa na final da Champions League Américas

Decisão contra o time argentino foi disputada nesta sexta-feira, em jogo único em Montevidéu, no Uruguai

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de outubro de 2020 | 22h19

Com um aproveitamento ofensivo ruim no último quarto, o Flamengo foi superado pelo Quimsa, da Argentina, por 92 a 86, e deixou escapar o título da Champions League Américas de basquete. A decisão aconteceu em jogo único e sem público na Antel Arena, em Montevidéu, no Uruguai, por causa da pandemia do novo coronavírus.

A derrota na decisão foi a única do Flamengo na competição, que começou em novembro do ano passado e ficou paralisada de março até outubro deste ano por causa da covid-19. Os argentinos perderam duas vezes na campanha do título.

A partida foi bastante equilibrada, mas o time rubro-negro registrou um desempenho ruim no quarto derradeiro e permitiu que o Quimsa virasse o placar. Foram apenas 18 pontos, permitindo 29 aos argentinos. A diferença nos rebotes (47 a 33) também foi determinante para o triunfo.

O destaque do jogo foi o americano Brandon Robinson, que terminou o confronto com 26 pontos (aproveitamento de 60% nos arremessos), cinco rebotes e duas assistências, sendo eleito o MVP (jogador mais valioso). Diamon Simpson também contribui com 17 pontos. Pelo lado do Flamengo, Marquinhos foi o maior pontuador com 20 pontos. 

O título garante ao Quimsa participação no Mundial Interclubes de 2021. O torneio vai contar também com o Hereda San Pablo Burgos, da Espanha. A equipe do armador Vitor Benite ficou com o título europeu após superar o AEK Atenas na decisão. 

Tudo o que sabemos sobre:
Flamengobasquete

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.