Flamengo faz história no basquete e é campeão mundial

Flamengo faz história no basquete e é campeão mundial

Equipe carioca derrota Maccabi Tel Aviv, hexacampeão da Euroliga, por 90 a 77, tira diferença da primeira partida e fica com o troféu

Silvio Barsetti, O Estado de S. Paulo

28 Setembro 2014 | 14h19

O Flamengo conquistou o título mais importante de sua história no basquete. Venceu neste domingo o Maccabi Tel Aviv, hexacampeão da Euroliga, por 90 a 77, e levou para a Gávea a Copa Intercontinental, que corresponde ao Mundial de Clubes. Mais de 15 mil pessoas assistiram à decisão na HSBC Arena, na Barra, zona oeste do Rio. Para alcançar a façanha, o Flamengo precisava vencer por diferença mínima de quatro pontos, a fim de devolver a derrota no primeiro jogo da disputa, na sexta, quando perdeu por 69 a 66.

Foi a segunda vez que um clube brasileiro ganhou a competição. Antes, apenas o Sírio, em 1979, tinha feito história. Ao término da partida, a torcida do Flamengo invadiu a quadra e comemorou o título com os jogadores.

O Flamengo, que chegou à decisão da Copa Intercontinental, por ter vencido a Liga das Américas, levou um susto no início do jogo, quando viu o adversário abrir 7 a 0 no placar. Mas, reagiu rapidamente, fez 11 pontos seguidos e, a partir de então, passou a se impor com o apoio de sua torcida e com uma atuação muito boa de todo o time.

No Maccabi, o único que ameaçava o título do Flamengo era o armador americano Jeremy Pargo, um mestre nos arremessos de três pontos. Ele tinha sido determinante na vitória da equipe de Israel no primeiro jogo. Neste domingo, em alguns momentos, chegou a calar a torcida rubro-negra na arquibancada com dribles e assistências perfeitos, além de arremessos precisos.

O ala-pivô argentino Walter Herrmann fez oito pontos e teve importância fundamental na conquista. Campeão olímpico em 2004, ele repetiu um gesto tradicional a cada título conquistado. Ficou de pé sobre um dos aros, cortou a rede com uma tesoura e foi ovacionado pela plateia. Outro argentino do time, Laprovittola, com 24 pontos e cestinha da partida, acabou carregado pelos torcedores eufóricos que invadiram a quadra.

A vitória esteve por um fio no início do último quarto, quando a diferença caiu para um ponto (64 a 63). Mas o Flamengo não se desequilibrou, passou a acertar quase tudo e fez 12 pontos consecutivos (76 a 63). Não havia mais como Maccabi reagir.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.