fotojump/LNB
fotojump/LNB

Franca quer coroar reconstrução no basquete com o primeiro título do NBB

Maior vencedor da competição, o Flamengo será o adversário da equipe paulista, que quase deixou de existir em 2015

Marcius Azevedo, O Estado de S.Paulo

27 de maio de 2022 | 20h00

É necessário voltar alguns anos para explicar o tamanho da importância para Franca da final do Novo Basquete Brasil que começa neste sábado. Com uma enorme tradição na modalidade, o time do interior de São Paulo ficou próximo de fechar suas portas em 2015, acometido pela falta de dinheiro. Agora, após um longo caminho de reconstrução, tem chance de conquistar o NBB pela primeira vez.   

O processo teve participação ativa de Helinho, filho do lendário Hélio Rubens. O treinador assumiu em 2016 com um orçamento diminuto, que comportava uma folha salarial de apenas R$ 95 mil mensais. Sofreu, foi subindo degraus, conquistou títulos (Paulista, Liga Sul-Americana e Copa Super 8) e, com o aporte financeiro de Sesi, se tornou novamente uma potência no basquete. Falta o título nacional. 

A final será novamente contra o Flamengo, o mesmo rival que o derrotou na decisão da temporada 2018/2019. Foi no quinto e último jogo e no Pedrocão. Franca espera que, desta vez, o fator casa possa ser determinante. Dono da melhor campanha na fase de classificação, com 29 vitórias e três derrotas, o time francano terá vantagem de atuar três vezes em seu ginásio. 

Pelo formato da série final, o primeiro jogo acontece em Franca. O segundo e o terceiro no Maracanãzinho, no Rio, e, se necessário, mais duas partidas no Pedrocão. Em seu ginásio, o time paulista venceu todos os 16 jogos na temporada regular. Nos playoffs, mais três triunfos em casa. Além disso, o time de Helinho superou o de Gustavo de Conti nos dois encontros no NBB: 80 a 65 e 90 a 85.

"O Flamengo é o atual campeão, chegamos para bater de frente. Na fase de classificação, Franca e Flamengo foram os primeiros colocados, então era uma final já esperada. O nosso time está bem concentrado, bem fechado, e temos peças muito boas para trazer esse título para Franca", afirmou Georginho, em entrevista ao site do NBB.

O armador, que foi vice-campeão do NBB na temporada passada pelo São Paulo, é um dos pilares da equipe, ao lado de Lucas Mariano, Lucas Dias e David Jackson. Georginho é o líder da equipe em rebotes (8,3) e assistências (5,5). Já o maior pontuador é Lucas Mariano, com média de 19,4 pontos. Franca ostenta uma média de 89,2 pontos no ataque e permite apenas 77,1 pontos na defesa.

Já o Flamengo conta com o bom momento de Yago. O armador é o líder em pontuação (13,1 pontos) e nas assistências, com 5,9. Olivinha é o principal reboteiro, com 5,7 de média. O ataque da equipe de Gustavo de Conti registra média de 87,4 pontos e sofre 73 pontos por partida.

"É um time que tem vantagem do mando de quadra, então acho que o primeiro jogo fora de casa vai ser muito difícil. É um jogo muito importante pra gente conseguir uma vitória e trazer esta decisão para a nossa casa. Com certeza, se fizermos o nosso melhor, vamos conseguir sair vencedores. Temos de pensar um pouquinho em cada jogo, cada partida é uma história diferente e precisamos ir com força total", disse Rafael Mineiro, do Flamengo, ao site do NBB.

ONDE ASSISTIR

Serão quatro opções: ESPN, TV Cultura, Tik Tok e Youtube. 

CALENDÁRIO

  • Jogo 1: 28/05 (sábado) - 14h - Franca x Flamengo - Pedrocão - (Cultura/ESPN/Youtube/Tiktok)
  • Jogo 2: 2/06 (quinta-feira) - 19h15 - Flamengo x Franca - Maracanãzinho (ESPN/Youtube/Tiktok)
  • Jogo 3: 4/06 (sábado) - 16h10 - Flamengo x Franca - Maracanãzinho - (Cultura/ESPN/Youtube/Tiktok)
  • Jogo 4 (*): 9/06 (quinta-feira) - 19h - Franca x Flamengo - Pedrocão - (Cultura/ESPN/Youtube/Tiktok)
  • Jogo 5 (*): 11/06 (sábado) - 16h10 - Franca x Flamengo - Pedrocão - (Cultura/ESPN/Youtube/Tiktok)
  • *Se necessário

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.