Ginóbili: 'Argentina está longe de conquistar medalha'

A seleção de basquete masculino do país foi derrotada nos últimos quatro amistosos disputados

EFE,

28 de julho de 2008 | 15h32

O principal jogador da Argentina no basquete masculino, Emanuel Ginóbili, disse nesta segunda-feira que o seu país está ainda muito longe de conquistar uma medalha nos Jogos Olímpicos de Pequim, em agosto."Quero que o time melhore. Estamos bem distantes da medalha", afirmou, em entrevista concedida à emissora TyC, de Buenos Aires. A Argentina conquistou o ouro nas Olimpíadas de Atenas, em 2004."Temos tempo, creio que podemos alcançar o nosso melhor nível", comentou o jogador do San Antonio Spurs, da NBA, que nesta segunda completa 31 anos.Na etapa de preparação aos Jogos, a Argentina venceu em casa dois confrontos contra o México, um contra o Uruguai e outro diante da Polônia. Mas, na Espanha, foi derrotada três vezes pela seleção local nos últimos dias e ainda perdeu mais uma para a Lituânia.A seleção masculina de basquete da Argentina estréia nesta terça contra o Irã no torneio 'diamond Ball', que servirá como preparação às Olimpíadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.