Ginóbili confirma que não vai ao Mundial de Basquete

Jogador argentino, no entanto, promete retorno para a disputa das Olimpíadas de 2012

AE-AP, Agência Estado

23 de abril de 2010 | 18h35

Principal jogador da seleção argentina, Emanuel Ginóbili confirmou nesta sexta-feira que não irá disputar o Mundial de Basquete, marcado para acontecer entre os dias 28 de agosto e 12 de setembro, na Turquia. Ele disse que precisa de um descanso, mas prometeu voltar ao time para jogar a Olimpíada de Londres, em 2012.

Líder da seleção argentina que conquistou a medalha de ouro olímpica nos Jogos de Atenas, em 2004, Ginóbili também tem papel de destaque na NBA, a liga norte-americana de basquete, onde atua pelo San Antonio Spurs. Aos 32 anos, ele reconheceu que precisa abdicar do Mundial para se dedicar à família e poder descansar.

"Cheguei à dura conclusão de que o melhor para mim e minha família é não jogar [no Mundial]", disse Ginóbili, ao jornal argentino La Nación. Ele será pai de gêmeos em maio e revelou o desejo de "estar presente no momento do nascimento, para ajudar minha esposa e desfrutar cada minuto dessa experiência."

"Outra razão que tive para tomar essa decisão, e que também é importante, é que meu corpo não está pronto para jogar três anos seguidos pela seleção, sem ter um bom tempo de descanso e nem a correta preparação física", explicou Ginóbili, admitindo o desgaste pela longa e difícil disputa da temporada da NBA.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteArgentinaGinóbili

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.