Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Grego nega crise na seleção feminina

Uma possível crise entre jogadoras da seleção e o técnico Antônio Carlos Barbosa foi desmentida hoje pelo presidente da Confederação Brasileira de Basquete, Gerasime Grego Bozikis, que na quarta-feira recebeu o pedido de dispensa da ala Silvinha, do Unimed/Ourinhos. "Ela me ligou e alegou problemas particulares. São as coisas tristes do esporte. A Silvinha é uma das glórias do basquete do Brasil, mas temos que respeitar sua posição", disse Grego. O treinador disse ter "estranhado" a decisão da atleta, mas afirmou que ao mínimo sinal de uma rebelião (a exemplo do que aconteceu com o ex-técnico da seleção feminina de vôlei Marco Aurélio Motta) seria o "primeiro" a pedir demissão. "Não vejo nada de anormal na atitude dela. E não tenho problemas com ninguém", assegurou Barbosa, que lembrou o fato de Silvinha vir atuando como titular da equipe. "Mas, às vezes, as jogadoras precisam fazer uma auto-análise. Tem gente que quer jogar 45 minutos quando só é possível 40." O assunto da dispensa de Silvinha para Barbosa foi superado. Mas a ex-jogadora Hortência, presente hoje ao evento de parceria da CBB com a Eletrobrás, no Rio, ficou surpresa quando soube da informação. "Eu não sabia de nada. Estou achando isso estranho. Se ela tomou essa decisão, é porque está havendo algum problema. Tem que ver o que é", disse. "A Silvinha é uma grande jogadora. Não sei o que aconteceu", continuou Hortência. Jogos - Agora, o treinador faz planos para o total de oito amistosos que realizará com a seleção, entre os dias 26 de agosto e 8 de setembro, na Rússia e na Espanha. A equipe se apresenta no Rio no domingo à noite e embarca para a Europa no dia 22. "Os amistosos vão servir para analisar as jogadoras e escolher o grupo do Pré-olímpico", explicou Barbosa. A competição classificatória para Atenas será realizada entre os dias 17 e 21 de setembro, no México. Do grupo de convocadas, o treinador precisará fazer dois cortes.

Agencia Estado,

14 de agosto de 2003 | 19h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.