Grupo do Brasil no pré-olímpico é 'parelho', diz Ruben Magnano

Os dois primeiros colocados da competição garantem vaga nos Jogos de Londres, em 2012

AE, Agência Estado

27 de janeiro de 2011 | 20h51

MAR DEL PLATA - O técnico Ruben Magnano avaliou como equilibrado o grupo em que a seleção brasileira masculina de basquete caiu no Torneio Pré-Olímpico das Américas, que será realizado na cidade de Mar del Plata, na Argentina, entre os dias 30 de agosto e 11 de setembro e classificará os dois primeiros colocados para os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. As equipes que terminarem em terceiro, quarto e quinto lugares garantem vaga para o Torneio Pré-Olímpico Mundial.

"O grupo em que caímos está bastante parelho. Teremos na chave A rivais como Canadá, que demonstrou suas características durante o mundial e que está no mesmo patamar da República Dominicana. Venezuela e Cuba estão no mesmo nível. E, nós temos que ter claro que a preparação precisa ser intensa, além de respeitosa. Precisamos jogar cada partida como se fosse a mais importante", disse Magnano.

O Brasil estreará no Pré-Olímpico das Américas em 30 de agosto contra a Venezuela. No dia seguinte, a equipe vai enfrentar o Canadá. Depois, a equipe dirigida por Magnano vai encarar a República Dominicana, em 2 de setembro, e Cuba, no dia 3. No Grupo B ficaram duas das principais forças da competição: Porto Rico e Argentina ao lado de Uruguai, Panamá e Paraguai.

Na última edição do torneio, o Brasil terminou na quarta colocação, atrás de Estados Unidos, Argentina e Porto Rico. Já no Pré-Olímpico Mundial, o País acabou não conseguindo a vaga para a Olimpíada de Pequim. A seleção não disputa uma edição dos Jogos Olímpicos desde 1996, em Atlanta, nos Estados Unidos, quando ficou em sexto lugar e ainda contava com Oscar Schmidt.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.