Matheus Costa/Chapa Transparência
Matheus Costa/Chapa Transparência

Guy Peixoto supera Amarildo Rosa e é o novo presidente da CBB

Ex-jogador venceu eleição por 17 a 9

Marcius Azevedo, O Estado de S.Paulo

10 de março de 2017 | 16h03

Guy Peixoto é o novo presidente da Confederação Brasileira de Basketball. O ex-jogador de 55 anos, da chapa 'Transparência', derrotou o presidente da Federação do Paraná, Amarildo Rosa, 52, da chapa 'Bola na Cesta, Brasil!', na eleição desta sexta-feira, no auditório do Comitê Olímpico do Brasil (COB), no Rio. O empresário do ramo de logística venceu por 17 a 9, será o sucessor de Carlos Nunes e ficará no cargo até março de 2021. 

Durante o pleito, que foi comandado pelo presidente da Federação do Acre, Atevaldo Santana, Amarildo tentou uma última cartada ao pedir impugnação da candidatura do rival, mas o pedido de sua advogada, Renata Araújo, que alegou débito trabalhista, foi negado.

Guy assumirá uma entidade que acumula dívida de pelo menos R$ 17 milhões. Suspensa pela Federação Internacional de Basquete (Fiba), a CBB está sem receber o repasse dos recursos do COB e do Ministério do Esporte e, com isso, tem atrasado salários, não tem pago vale refeição nem depositado o FGTS dos funcionários.

Apoiado por ex-jogadores importantes como Marcel, Amaury Pasos, Wlamir Marques e Marquinhos Abdalla, Guy pretende colocar em prática um plano emergencial de 100 dias, segundo explicou em entrevista ao Estado. "É um conjunto de ações emergenciais que julgamos essenciais para o nosso início de trabalho", afirmou.

O primeiro passo é negociar com a Fiba o fim da suspensão, que, por enquanto, vale até maio. Ele viaja na próxima semana à Suíça para tratar do assunto. Foi justamente o impasse para criação de uma força-tarefa proposta pela entidade internacional que fez Guy, então azarão, derrotar Amarildo.

Depois de uma reunião em fevereiro, em Zurique, apenas Guy não aceitou assinar o termo de compromisso exigido pela Fiba que, em termos gerais, iria diminuir o poder das federações. Amarildo, COB, Ministério do Esporte e Liga Nacional de Basquete concordaram.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.