Ray Stubblebine /Reuters
Ray Stubblebine /Reuters

Hall da Fama do Basquete divulga candidatos para 2018 com Kidd, Nash e Ray Allen

Entre as mulheres, o principal nome é o de Becky Hammon

Estadão Conteúdo

22 de dezembro de 2017 | 13h50

O Hall da Fama do Basquete de Naismith, nos Estados Unidos, anunciou na noite da última quinta-feira os candidatos à classe de 2018. Entre os nomes, alguns com carreira marcante nos últimos anos da NBA, como Jason Kidd, Steve Nash e Ray Allen. No total, serão seis jogadores que disputarão um lugar entre os maiores de todos os tempos pela primeira vez.

+ LeBron é decisivo mais uma vez e Cavaliers encerra série invicta do Bulls

+ Em recuperação, Isaiah Thomas jogará em time do Cavaliers na G-League

A organização do Hall da Fama aproveitou o aniversário do basquete - 21 de dezembro - para anunciar os indicados. Serão 19 jogadores com história marcante na NBA em disputa, sendo que desses, Steve Nash, Jason Kidd, Richard Hamilton, Grant Hill, Chauncey Billups e Ray Allen estão elegíveis pela primeira vez.

O Hall da Fama de Naismith alterou sua regra e permitiu que, a partir deste ano, possam ser eleitos jogadores com três temporadas completas de aposentadoria, não mais quatro, como acontecia até o ano passado. Isso permitiu que nomes como Nash e Kidd, dois dos maiores armadores da história da NBA, além de Ray Allen, um dos melhores arremessadores que já passou pela liga, pudessem ser indicados.

Esta classe de indicados é considerada uma das mais fortes dos últimos tempos. Além destes nomes, conta com Billups, outro dos principais armadores recentes da liga, Grant Hill, jogador que teve a carreira atrapalhada por lesões, Chris Webber, destaque de Golden State Warriors e Sacramento Kings nos anos 1990 e 2000, Sidney Moncrief, ex-astro do Milwaukee Bucks, entre outros.

Além dos já citados, Mark Aguirre, Mugsy Bogues, Maurice Cheeks, Tim Hardaway, Kevin Johnson, Marques Johnson, Bobby Jones, Lamont Robinson, Jack Sikma, Ben Wallace e Paul Westphal são os outros ex-jogadores norte-americanos da NBA em disputa. Estes, porém, já foram indicados em outros anos e apenas seguem elegíveis.

O Hall da Fama de Naismith também anunciou as ex-jogadoras elegíveis para a classe de 2018, e o destaque ficou por conta de Becky Hammon. Ex-armadora e atual auxiliar-técnica de Gregg Popovich no San Antonio Spurs, ela disputará um lugar entre as maiores da história pela primeira vez.

Entre os estrangeiros indicados, o Brasil segue com três nomes na disputa. Os ex-jogadores Marquinhos Abdalla e Amaury Pasos e o ex-treinador Togo Renan Soares, o Kanela, continuam na disputa, como nos últimos anos, para se juntar a Hortência, Oscar e Ubiratan Pereira Maciel, os brasileiros já homenageados no Hall da Fama de Naismith.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteJason Kidd

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.