Hegemonia dos Lakers preocupa a NBA

A cinco dias do início da temporada, o comissário da NBA, David Stern, falou em teleconferência sobre suas expectativas sobre a liga 2002/2003. Na conversa com jornalistas, o dirigente garantiu que um período de hegemonia do já tricampeão Los Angeles Lakers não deverá afetar os negócios da liga. ?Mas, sem dúvida, para a torcida seria melhor que outros times também pudessem ganhar.? Stern admitiu que alguns clubes tiveram prejuízo no ano passado, mas não revelou quais os clubes ou o montante das perdas. Mas certamente um dos times com problemas foi o Hornets, que acabou deixando Charlotte e nesta temporada vai mandar seus jogos em Nova Orleans. Apesar de a liga estar mostrando preocupação com a conduta dos jogadores, especialmente os que estão sendo integrados na liga, Stern afirmou que a administração dos problemas disciplinares continuará a cargo dos times. ?Geralmente nos contratos as equipes incluem qual é a expectativa de conduta do jogador na quadra e fora dela. Então cabe aos clubes comunicar o jogador o que esperam.? O assunto ganhou força esta semana após Latrell Sprewell ter sido suspenso e multado em US$ 250 mil pelo New York Knicks. A equipe alegou que o que o jogador não estava seguindo o tratamento indicado para recuperação de uma fratura que sofreu na mão. O jornal New York Post divulgou reportagem afirmando que a contusão foi resultado de uma briga do jogador, que esmurrou uma pessoa que vomitou perto de seu iate em Milwaukee. Sprewell, considerado um dos bad boys da NBA, resolveu contra-atacar e processar o jornal pedindo US$ 40 milhões de indenização. Atraso ? Nesta quarta-feira, o técnico do Los Angeles Lakers, Phil Jackson, divulgou uma má notícia para o time. O pivô Shaquille O?Neal, que sofreu uma cirurgia no pé direito em setembro, não conseguiu se recuperar a tempo de participar das primeiras partidas da equipe na temporada. O jogador deverá ficar pelo menos mais duas semanas em recuperação e perderá as primeiras cinco partidas dos Lakers, que na semana passada dispensou o brasileiro Jefferson Sobral. WNBA ? Stern aproveitou para anunciar mudanças na WNBA. Segundo ele, a liga feminina de basquete deverá ter alterações em sua estrutura e as equipes terão donos ao invés dos atuais operadores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.