Hortência já negocia com um novo técnico para seleção

Diretora das seleções femininas da Confederação Brasileira de Basquete (CBB), a ex-jogadora Hortência apontou o "planejamento do ciclo olímpico" e "metas para serem cumpridas" como justificativas para a saída do técnico Ênio Vecchi da seleção brasileira feminina de basquete. Ela ainda revelou que já negocia a contratação de um novo treinador.

AE, Agência Estado

16 de dezembro de 2011 | 10h34

Ênio Vecchi tinha contrato até o dia 31 de dezembro, mas a CBB anunciou na quinta-feira que decidiu não renovar o compromisso, dispensando-o junto com o assistente Urubatan Paccini. Assim, a seleção feminina terá o seu quarto treinador desde que Hortência assumiu o cargo de diretora - antes, Paulo Bassul e o espanhol Carlos Colinas passaram pelo comando da equipe.

Mesmo sem nunca ter trabalho com equipes femininas, Ênio Vecchi assumiu a seleção brasileira há um ano, numa surpreendente contratação feita por Hortência. Nesse período, ele conseguiu classificar o Brasil para a Olimpíada de Londres, ao vencer o Pré-Olímpico das Américas, mas decepcionou no Pan de Guadalajara, quando conquistou apenas a medalha de bronze.

"Temos um planejamento do ciclo olímpico e temos metas para serem cumpridas. Hoje tudo é profissional na CBB e temos que agir profissionalmente", afirmou Hortência, ao explicar a saída de Ênio Vecchi. "Tudo foi analisado. A boa campanha do Pré-Olímpico e a nossa participação no Pan. Agora temos que pensar em Olimpíada e isso vai ser muito importante para o basquete brasileiro."

Hortência também contou que já está negociando com um novo treinador, mas manteve sigilo sobre quem é o escolhido. "Temos os planos A e B, mas não podemos falar em nomes. Temos que esperar o acerto financeiro e jurídico. Por isso, em breve vamos falar do nome do novo técnico", disse a dirigente. "Vamos buscar a melhor opção para a seleção dentro das condições da CBB."

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteHortência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.