Jason Miller/Getty Images/AFP
Jason Miller/Getty Images/AFP

Kyrie Irving mantém postura antivacina mesmo com lesão de Kevin Durant no Brooklyn Nets

Jogador tem se posicionado contra a vacinação e já declarou que não recebeu nenhuma dose do imunizante contra a covid-19

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de janeiro de 2022 | 13h48

Nem mesmo ausências importantes do Brooklyn Nets farão Kyrie Irving mudar a sua postura sobre a vacinação contra a covid-19. O armador deixou claro que a sua decisão em não receber o imunizante se manterá mesmo após a confirmação do afastamento do astro Kevin Durant.

O ex-MVP sofreu uma torção no joelho, o que coloca os Nets em mais um dilema nesta temporada. A equipe não terá Durant por até seis semanas e nem Kyrie nos jogos em casa, já que a prefeitura de Nova York exige que atletas profissionais estejam vacinados com no mínimo uma dose para estarem presentes em eventos públicos.

"Kev (Durant) vai se tratar e vai estar OK. Precisamos saber lidar com isso como companheiros de equipe", disse Irving sobre o assunto. "Mas em termos de onde estou em minha vida fora disso tudo, eu permaneço enraizado com a minha decisão", adicionou.

O jogador de 29 anos tem se posicionado contra a vacinação e já declarou publicamente que não recebeu nenhuma dose do imunizante contra a covid-19. Portanto, ele só poderá atuar em partidas fora de casa dos Nets onde as cidades não exijam atletas vacinados.

"Respeito a decisão de todo mundo. Eu não vou tentar convencer ninguém de nada ou nada disso. Só estou mantendo minha postura no que eu acredito", completou Irving.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.